DAB recebe gestores e técnicos do Hospital Sírio Libanês

O diretor do Departamento de Atenção Básica (DAB), João Salame Neto, se reuniu, nesta quarta-feira (20), com gestores e técnicos do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês (foto) para acompanhamento do projeto Protocolos de Atenção Básica. A parceria prevê entregas pactuadas com a instituição por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

O monitoramento das entregas dos protocolos e qualificação dos produtos foram discutidos na reunião de hoje, bem como a importância dos materiais para subsidiar boas práticas no dia a dia das Unidades Básicas de Saúde (UBS).

O resultado da parceria são quatro protocolos: Dor Crônica, Saúde das Crianças, Doenças Crônicas Não Transmissíveis-Risco Cardiovascular e Saúde das Mulheres — este último já publicado. Os materiais refletem o esforço do Ministério da Saúde na produção técnica norteadora do trabalho no âmbito da atenção à saúde, com vistas a promover a educação permanente dos trabalhadores da Atenção Básica e qualificar o cuidado prestado à população neste nível de atenção.

Além dos protocolos, a parceria produziu dois cursos piloto de Singularização em Protocolos de AB, envolvendo trabalhadores e gestores da AB, que foram realizados para avaliar a aplicabilidade das futuras publicações em 40 municípios brasileiros. Nele, foram apreendidas impressões desses atores para o aperfeiçoamento dos materiais, objetivando uma utilização abrangente, que respeite as especificidades locorregionais.

Sob nova direção

Durante a reunião, João Salame Neto se apropriou da agenda para garantir a conclusão e qualidade do projeto dos Protocolos da AB. Segundo o dirigente, as publicações são subsídios para qualificar a tomada de decisão por parte dos profissionais de saúde. “A construção desses materiais é fundamental para a rede de atendimento no Brasil. Quem ganha são os profissionais da saúde e, sobretudo, o usuário, que terá atendimento qualificado, com ferramentas devidamente avalizadas pelo Ministério”, afirmou.

Também participou do encontro a representante da Coordenação Geral de Gestão da Atenção Básica do DAB, Érika Almeida. “A elaboração dos protocolos e validação do conteúdo junto aos trabalhadores, por meio dos cursos piloto, têm sido bem avaliadas pelos participantes e provocado melhorias no processo de trabalho dos profissionais”, finalizou. (Ascom DAB)