CVRD recua

Publicado em 29 de agosto de 2007

Através de seu diretor Comercial Vicente Wright, a Companhia Vale do Rio Doce cedeu aos apelos do prefeito de Marabá, Sebastiao Miranda (PTB), e do deputado estadual João Salame (PPS). Agora à noite, a mineradora concedeu mais 30 dias para a Usimar e Cosipar se enquadrarem às exigências de normas ambientais a serem conferidas numa espécie de TAC entre contratada e contratantes.
Ou seja, fica o dito pelo não dito. O que se leu até agora vigorar a partir do primeiro dia de setembro, leia-se a vigência somente a partir de primeiro de outubro.
Mais detalhes, o blog conta na manhã desta quarta-feira (29).