Hiroshi Bogéa On line

Crime anunciado

 

Poster está recebendo, nas redes sociais,  convite para assistir invasão de ruas de Marabá, no 7 de setembro, por pessoas vestindo camisas do Carajás SIM.

Segundo anúncios otimistas, estratégia é para colocar 15 mil camisas nas ruas.

Campanha explícita eleitoral, antes do prazo estabelecido por lei, que só permite propaganda plebiscitária a partir de 13 de setembro.

Crime eleitoral que poderá redundar em graves prejuízos ao movimento separatista.

Post de 

21 Comentários

  1. Carlos André

    6 de setembro de 2011 - 21:17 - 21:17
    Reply

    Amigos de marabá. Esperem o perio certo pra fazer a campanha pela criação do estado de Carajás, senão pode ter seu tempo de televisão e radio prejudicados.
    Agora nessa discussão de regulação da imprensa, fale sério!
    O governo vai fazer o que? dizer o que pode e o que não pode ser veiculado?
    Se sem regulação os politicos já metem a mão na maior cara de pau, imaginem com o governo, punindo emissores de Tv e Jornais, que divulgarem informações ques eles dirão serem inveridicas. No caso do Mensalão, o LULA jura de pé junto que isso foi invensão da PIG, mesmo os membros da quadrilha terem admitido terem “recebido dinheiro pra caixa dois pra campanhas”, não era corrupção! Oque esses bandidos não explicam é que esse dinheiro veio das estatais, ou seja, dinheiro publico, Manipulação e favorecimento em contratos com a maquina publica.
    O governo não consegue alavancar nem a TV BRASIL, infelismente. Como vai conseguir manter uma boa audiencia e mostrar suas verdades?
    Se o governo quiser ter uma TV pública forte e de credibilidade junto a opinião publica, terá quer ser agressiva, e disputar corações e mentes, da população brasileira. E isso passa por produzir novelas, seriados, e outros programas no formato já consagrado pelo publico, como a TV publica britanica faz, a BBC.
    Mas restrição, regulação….isso cheira a ditadura. A propria sociedade civil tem o poder de regular a TV e os Jornais. Essas midias nunca admitem, mas sempre que são criticadas massivamente, em redes sociais, igrejas e organizações, eles acabam cedendo, pois pega mal para os anunciantes, terem suas marcas veiculadas a uma emissora ou jornal, que agride seus consumidores.
    Agora, fazer todo um escarcel, porque politicos estão se sentindo prejudicados….puta merda! Vão ser pelegos assim lá na Venezuela!
    Quem for sujo que se quebre, ou fique me casa chupando o dedo e não se meta em politica!

  2. Voto Sim

    6 de setembro de 2011 - 16:31 - 16:31
    Reply

    Ei, anônimo das 14:26, favor dar o nome tá?

  3. Eu voto 55 não

    6 de setembro de 2011 - 14:26 - 14:26
    Reply

    Eu voto não a divisão. Eu duvido que esses latifundiários queiram dividir suas fazendas com os trabalhadores, pois eles são favoráveis à divisões né?

  4. Juntos pelo 77

    6 de setembro de 2011 - 13:44 - 13:44
    Reply

    Temos que ir para rua mesmo fazer campanha ou seja lá o que for, precisamos mostrar a nossa vontade de criar novos Estados e o momento é este a nossa vontade tem que mostrada não pódemos ficar esperando que parte do povo da capital venha falar em nosso favor, pois esta galera do contra, sempre forão e sempre vão ser.O movimento da criação dos novos Estados são frutos de varios desgovernos do meu Estado o Pará para com as demais regiões, em quanto grande parte deste pessoal do contra prega a não criação deveriam era se envergonha das pessoas que não consegue uma boa educação,saúde,transporte digno,estradas,segurança.etc. sabem porque? o Estado do Pará é muito grande e as ações dos governos não chegam nem que tenham boa vontade de implantar, não podemos ficar na dependência de um ou outro governante olhar para esta ou aquela região e sortiar qual vai ser a privilegiada com esta ou aquela ação, precisamos sim, é ter governantes comprometido e viabilizando o crescimento de todo o seu Estado, coisa que sempre foi impossivel para os governantes do Pará.Temos que dizer SIM a criação do Estado de Carajás e Tapajós, vamos para rua contra a vontade daqueles que estão sempre contra o nosso crescimento e o nosso desenvolvimento. Votaremos SIM 77 CARAJÁS JÁ

  5. Luis Sergio Anders Cavalcante

    6 de setembro de 2011 - 10:44 - 10:44
    Reply

    Hiro, não estou muito por dentro desse caso da turma ir prá rua paramentada com camisas etc… pró Carajás. Estive pensando : Será que isso não é manobra de gente contra Carajás dando dinheiro prá alguns daquí fazerem isso ? Em 06.09.11, Marabá-PA.

  6. jose n. filho

    6 de setembro de 2011 - 00:27 - 0:27
    Reply

    Tem pessoas que falam de português fajuto e escreve, eleitorial, separaristas, antecidada!
    Antes de criticar e envergonhar outras pessoas corrija o seu texto Maués!
    E ajude o seu amiguinho 55 das 18:09

  7. Anônimo

    5 de setembro de 2011 - 23:33 - 23:33
    Reply

    Também sou a favor que a imprensa seja regulamentada alguns profisionais da imprensa muitas veses prejudicaram inocentes condenando antes da pessoa mostrar a sua versão.até o pior bandido só e condenado quanto transitado e julgado.ok

  8. Anônimo

    5 de setembro de 2011 - 22:55 - 22:55
    Reply

    Olha, foi muito importante Jornais olaine,porque você vê os dois lados da moeda.você pode fazer comparações e análise mais profundo e com riquesa de detalhes.existe dois jornais em Marabá que são omissos a informação só mostran e criam só poblemas da administração de Maurino. e o outro lado porque não divulgam também.olhe lá que são muitas coisas boas que Maurino comquistou para o nosso Municipio. é so procurar.

  9. Mitiko

    5 de setembro de 2011 - 22:45 - 22:45
    Reply

    Ninguém está livre de cometer erros, principalmente com a nova gramática. E, a propósito, “há um tempo atrás” é redundância. Beijos!

  10. DJALMA GUERRA

    5 de setembro de 2011 - 21:41 - 21:41
    Reply

    Parem de dar corda para esta tal Karla Maues,pois a mesma so quer aparecer.A pobre coitada nao tem opiniao,e sim opiniao da revista VEJA.

  11. Karla Maués

    5 de setembro de 2011 - 20:08 - 20:08
    Reply

    Ei Gilvandro, lembrei agora, há um tempo atrás, o Luis Sergio andou corrigindo o português fajuto por tí usado em alguns comentarios. Pelo visto de nada adiantou. Isso é básico, cara. Aprendestes errado e não procura corrigir. Alguem já disse : Cometer erros faz parte, continuar errando é burrice. Sugiro, para evitar constrangimento – e correção – em teus textos, que após o rascunho de tuas opiniões, consultes os dicionarios e faças as devidas correções. Taí, na Net, cara, tão fácil. É preguiça ? Tchau…

  12. VOTO NÃO 55

    5 de setembro de 2011 - 18:09 - 18:09
    Reply

    Está na chegando a hora….vamos inundar també a cidade com NÃO 55, POR PARÁ PARA TODOS!!!

  13. Karla Maués

    5 de setembro de 2011 - 17:54 - 17:54
    Reply

    Ei Gilvandro 15:37 hs., me diz em que colégio aprendeste a grafar “discuções” com “ç” . Português ruinzinho, hem ? Correto é discussões com dois esses, matuto. Vê se não esquece.

  14. Gilvandro Oliveira

    5 de setembro de 2011 - 15:37 - 15:37
    Reply

    Vamos continuar a Campanha do GELO nos comentários de Karla Maués… Ela se apropria do Blog do Hiroshi, para postar seus longos comentários, cheios de rancores e mágoas e com isso vai aparecendo e tomando conta das discuções importantes tratadas pelo competente jornalista Hiroshi Bogea.

  15. Paulo

    5 de setembro de 2011 - 15:32 - 15:32
    Reply

    Karla por ações semelhantes à da Veja a inglaterra fechou um jornal, News of the World, que tinha mais de 150 anos de circulação. Ninguém quer censurar a imprensa, mas hoje até a Inglaterra, depois do escândalo do tablóide londrino já citado, está discutindo a regulação da mídia. Regular não é censurar. São duas coisas completamente diferentes. Além do mais, o que os Barões da Mídia brasileira querem não é liberdade é libertinagem de imprensa. Hoje os donos dos meios de comunicação usam seus veículos apenas para interesse pessoal ou político, quando os meios de comunicação deveriam ser utilizados para a cosntrução de uma sociedade melhor.

    Basta ver que 4 familias – os Marinhos/Globo, Os Civita/Abril, os Frias/FSP e os Mesquitas/Estadão – controlam 80% do contéudo noticioso nacional, impondo a visão e os anseios pessoais deles a toda socieade brasileira. Quem for amigo dessas “famiglias” tem ssalvo conduto para fazer o que bem entender que será sempre mostrado como paldino da ética e da moralidade, porém, aqueles que ousarem contrariar os interesses são queimados em praça pública sem o menor pudor. Quem não lembra do caso da Escola Base?

    Na Argentina esse debate de regulação da mídia já está se tornando debate vencido, porque a presidente Cristina Kirchener já deflagrou o processo, pondo um fim à ditadura da mídia livre, sem fechar um jornal ou TV.

    Nos Estados Unidos o prsidente Barack Obama não concede entrevista a alguns veículos porque segundo o próprio Obama este veículos não são meios de comunicação, mas sim agem como partidos políticos. E os próprios americanos também já debatem a regulação da mídia, principalmente depois do caso “News of the World” cujo proprietário é dono da rede Fox News e da Sky.

    Então podemos concluir que a regulamentação da mídia não é proposta de latino americano com pendor ditatorial é na verdade um debate mundial quando a sociedade começa de fato a entender que meia dúzia de senhores não podem deter o controle da opinão da sociedade e impor um consenso político com pensamento único. Tá mais que na hora de debater o controle social na mídia aqui do Brasil sim!

    E o que ocorre no cenário nacinal se repete em cada estado, basta ver que no Pará, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de duas familias, os Maioranas e os Barbalhos, no Maranhão praticamente tudo está nas mãos dos Sarneys e na região Sul do Brasil a familia Sirotsky controla praticamente tudo.

    A prova de que os grupos que controlam a mídia brasileira precisam de um freio de arrumação é evidente quando se percebe que de forma autoritária eles sequer aceitam debater o assunto, fazendo terrorismo e levando leitores incautos a defender a idéia de que está em jogo a liberdade de expressão da maioria, como se a maioria tivesse liberdade para expressar sua opinião com as atuais regras do jogo.

    Quem quiser mais uma opinião sobre este assunto poderia dar uma lidinha em:

    Desdobramentos do caso News of the World

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/desdobramentos-co-caso-news-of-the-world

    e

    A proposta de Martin Wolf para regulamentar a mídia britânica

    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/martin-wolf-aproveitar-a-oportunidade-para-reformar-a-midia.html

  16. Paraense com muito orgulho

    5 de setembro de 2011 - 15:24 - 15:24
    Reply

    Ainda nessa linha, caro Hiroshy. Realmente a fixação de alguns pela separação é de tal radicalismo que vale a pena registrar essa para análise das lideranças: rolava uma apresentação cultural fantástica no meio de semana na Praça de S. Felix de Valois, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado, tendo no elenco figuras como Paulo André Barata, Paulo Tapajós e muitos outros. Ao final da apresentação, como de praxe no show, os artistas abriram uma bandeira do Pará. Foi o suficiente para alguns tresloucado babacas começarem a gritar exigindo a bandeira de Carajás. Claro que alí só cabia a bandeira do Pará, afinal Carajás nessa altura é mero propjeto. Fica essa como exemplo .

  17. Anônimo

    5 de setembro de 2011 - 13:29 - 13:29
    Reply

    Isso é falta de preparo…para não dizer outra coisa.

  18. Paulo Pereira

    5 de setembro de 2011 - 12:52 - 12:52
    Reply

    Caro Hiroshi.

    Pura irresponsabilidade.Infelizmente, a campanha pode fazer água, sobretudo pela falta de uma liderança com elevada densidade política e inquestionável liderança.Asdrubal só existe de Eldorado do Carajás para Marabá, sem ter expressividade em Tucurui e Municipios do lado de lá e Giovani Queiroz é um ilustre desconhecido de Xinguara para cá, sendo conhecido apenas entre fazendeiros.Falta um Siqueira Campos e essa ausencia permite o surgimento de tresloucados que não tem capacidade de dimensionar a responsabilidade do momento, entre eles alguns acostumados a obstruir os trilhos da estrada de ferro de Carajás.As comissões estão se devorando pela paternidade da idéia e propositalmente deixam de lado pessoas de respeito e credibilidade que não são convidadas para que não venham a se constituir em ameaça futura aos projetos políticos da maioria.Assim caminha a emancipação!

  19. Karla Muaés

    5 de setembro de 2011 - 12:29 - 12:29
    Reply

    Muita calma nessa hora! A penalização será a diminuição de tempo no horario gratuito eleitorial, ou seja só vai beneficiar os separaristas.
    So quem pode fazer campanha eleitoral antecidada é o Lula (com a mesma cara de pau que afirmou não saber nada do mensalão ) esta figura levou a Dilma em todas as obras que conseguiu reinaugurar e em todos os seus comicios de despedida, a Dilma estava presente, mas pasmem senhores, aqui neste país dos impossiveis, só o Serra foi condenado! Ja era de se esperar. Portanto, aqueles que pretendem fazer esta passeata, esperem pra depois do dia 15.09 e botem a boca no trombone!
    Temos que aproveitar essa oportunidade porque a Lei da Mordaça vem ai. Por ter denunciado as visitas de senadores (lLindeberg , Humberto Costa), o Ministro Fernando Pimentel do Desenv.Ind.e Comer. Exterior ate o Presidente da Petrobras entre outras autoridades, a um apartamento secreto do Chefe do mensalão, Jose Dirceu, a revista Veja esta sendo crucifiicada e em represália o PT ja articula um projeto para AMORDAÇAR a imprensa.
    Os jornalistas Daniel Pereira e Gustavo Ribeiro, se hospedaram e se registraram e pagaram a conta com seu cartão de credito (tudo transparente) a fim de tentar entrevistar este Sr. Jose Dirceu que ocupava secretamente sem registro, um apartamento neste hotel. Os jornalistas, segundo a Veja, se surpreenderam as audiencia deste senhor com as tais autoridades. Todos sabem que atualmente este senhor é um mega consultor de mega empresarios ligados a produção de energia. Apesar da denuncia gravissima, 6a feira na convenção do PT, este senhor estava estrategicamente sentado logo atras do Lula e da Dilma e logo depois do termine desta, foi anunciado pela Ministra Ideli Sanvati que será proposto este projeto anunciando a Censura à imprensa.
    Mas não eram eles que berravam pedindo liberdade e transparencia pro governo militar? Agora esta ai a cara de pau dos Petralhas, mais ditadores do que nunca. Entao vamos aproveitar enquanto podemos usar este blog pra externar nossas duvidas e opiniões!
    Preparem-se senhores pecuaristas, hoje de manha, a Ministra do Meio Ambiente ja disse que a prioridades neste governo será a produção de alimentos e nao da criação de gado que polui e desmata muito. Bora vender tudo que é gado pros arabes e tratar de plantar feijão.
    E o Lula vem ai em 2014. Isso é uma vergonha!

  20. wanterlor bandeira

    5 de setembro de 2011 - 11:37 - 11:37
    Reply

    Bom dia Hiroshi
    O Apressado come crú!

    • Hiroshi Bogéa

      5 de setembro de 2011 - 12:03 - 12:03
      Reply

      Cru, e sem sal. Abs, grande Wanterlor

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *