CPT inflama

Publicado em 10 de novembro de 2009

Mente a CPT quando diz em nota distribuída aos jornais suposta atitude “truculenta” e “despreparada” do delegado-geral Raimundo Benassuly,  no trato com sem-terras, na Curva do S, a ponto de ter exposto o governo a repetir tragédia ocorrida durante a gestão de Almir Gabriel, quando 19 pessoas foram mortas num confronto com forças policiais.

Faltou com a verdade.

Benassuly realmente sacou de uma arma, diante de tresloucado manifestante que lhe apontou reluzente peixeira, ameaçando tirar-lhe a vida com a arma branca brilhando à luz do sol.

Quem estava presente no local viu o lance, inclusive repórteres de jornais.

O delegado de polícia defendeu-se com profissionalismo, sem colocar em risco a eficiência da operação que cumpriu à risca a desocupação da Curva do S, sem maiores confrontos.

A CPT, mandando bilhetinhos mentirosos às redações, perde seu maior patrimônio construído ao longo do anos: a credibilidade.