Cotidiano

Publicado em 17 de novembro de 2007

Faz cansaço esse personagem gigante, usando farda, grandes botas negras de solas volumosas a esmagar lentamente os ossos do corpo. Pesadamente. Sadicamente. Pisoteando cada parte. A boca, escancarada, cheia de prazer; e os olhos secos, que mais parecem de vidro.

“Todo dia ela faz tudo sempre igual, me sacode às 6 horas da manhã…”