Corredor gastronômico será implantado na Boulevard pela Prefeitura de Belém

Publicado em 21 de agosto de 2021

                                “Belém ganhará um grande corredor gastronômico, um polo turístico e cultural, o que irá fortalecer nossa economia, e gerar emprego e renda, além de possibilitar um novo espaço de convivência às pessoas que vivem e visitam nossa cidade. É este o projeto que iremos construir na área do Boulevard Castilho França, ao lado da praça Magalhães Barata, entre a avenida Presidente Vargas e a travessa Frutuoso Guimarães, desenvolvido pelo arquiteto Raul Ventura. A área será completamente modernizada, com a criação de um via gastronômica ao ar livre, com calçadões de pedestres, parklets, equipamentos urbanos e total integração entre a praça dos Estivadores e um dos maiores blocos de casarões antigos da cidade. O lançamento do projeto ocorreu na terça-feira, com a presença de diversos empresários do setor. Será um grande ambiente para o turismo gastronômico de Belém, já que nossa cidade tem status de cidade turística gastronômica”.

A boa nova explicitada acima foi dada pelo prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, anunciando em suas redes sociais que a prefeitura será executora do projeto Boulevard da Gastronomia com um investimento de R$ 5 milhões.

Desenvolvido pelo arquiteto Raul Ventura, o projeto busca transformar a área da Boulevard Castilho França, perímetro que fica ao lado da praça Magalhães Barata, entre a avenida Presidente Vargas e a travessa Frutuoso Guimarães, em um grande corredor gastronômico aberto e com espaços para convivência.

O lugar será completamente modernizado, com nova calçada, iluminação moderna e paisagismo.

“Recebemos um convite para entregar esse projeto. O espaço contará também com um calçadão, restaurantes e um local com mesas, onde as pessoas poderão se confraternizar e dinamizar todo esse contexto histórico cultural”,  explica o arquiteto.

Após a apresentação do projeto, o prefeito Edmilson Rodrigues disse que Belém precisa, cada vez mais, de lugares para lazer e gastronomia. E anunciou que a prefeitura será executora da iniciativa com investimentos de R$ 5 milhões para isso.  “Já possuímos crédito, por meio da Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) ou Banco do Brasil, no valor de R$ cinco milhões, para execução das obras”.

Edmilson garante apoio ao projeto Boulevard da Gastronomia

O prefeito de Belém afirmou ainda que iniciam, em breve, as obras para a implantação do Boulevard da Gastronomia. “Conheci a ideia do projeto, que é transformar esta área em um espaço permanente para atividades gastronômicas. Com a ocupação frontal e a desapropriação de imóveis, vamos transformar esses espaços em teatros, locais de venda e áreas para festivais. É criar um grande ambiente para o turismo gastronômico de Belém, já que nossa cidade tem status de cidade turística gastronômica”, destacou Edmilson Rodrigues.

Para o empresário Ricardo Gluck Paul, um dos idealizadores do projeto, a prefeitura como executora do projeto é fundamental para a implantação do espaço, que vai destacar, ainda mais, o turismo gastronômico da cidade.

“É Importante que exista aqui um incentivo público para que se crie uma área de convivência à população e que se torne um equipamento público cultural. Pode vir a ser uma grande opção de turismo, com ambiente aberto e de grande importância arquitetônica”, frisou o empresário.

Nas redes sociais, a publicação de fotos ilustrativas do projeto  chamou a atenção  por não caracterizar o perímtero com coberturas para proteger os frequentadores das intempéries do forte calor de Belém e do período chuvoso.

A todos os comentários, o arquiteto  Raul Ventura deu a mesma explicação:

 

– “A proposta foi apresenta à nível de ante projeto. O projeto executivo determina (as coberturas), apenas não foi colocado ainda em imagem, que sobre os espaços para mesas seja instalada uma cobertura retrátil, translúcida e de baixa altura de modo a não obstruir a visão , belíssima por sinal , dos casarões”, diz as mensagens de Ventura.