Hiroshi Bogéa On line

Corpo de Léo será conduzido em carro aberto

 

 

O empresário Leonildo Rocha, falecido na madrugada desta quarta-feira em São Paulo, receberá homenagens póstumas especiais da Associação Comercial e Industrial de Marabá.

A primeira, logo após a chegada do corpo.

Diretoria da entidade acertou com o comando do Corpo de Bombeiros a cessão de um veículo da corporação para fazer o traslado do corpo, do aeroporto até a Catedral de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, por volta de 23h30, tão logo a urna funerária seja retirada da aeronave, procedente de São Paulo.

Amanhã, o corpo de Léo também será levado ao Cemitério da Saudades, às 16 horas, em carro aberto do Corpo dos Bombeiros, percorrendo ruas da cidade, para a homenagem final não apenas da entidade a qual o empresário prestou relevantes serviços por tantos anos – mas, principalmente, da população marabaense.

Gilberto Leite e Mauro de Souza, presidente e vice da ACIM, estão organizando preparativos para a homenagem da classe produtiva da cidade.

 

Post de 

2 Comentários

  1. Francisco Sampaio Pacheco

    5 de julho de 2013 - 10:56 - 10:56
    Reply

    “Somos também hóspedes da vida”

    A mente é algo fantástico. Olhando o passado, lembro-me que fomos educados, aprendendo que DEUS nos vê de forma bem clara em qualquer situação. Neste exato momento, DEUS vê milhares de marabaenses ou não, com o peito traspassado de dor com a partida do GRANDE LEO para o Firmamento. Não que ele tenha sido medido pelo padrão divino, mas sim pelo padrão HUMANO. O interior do seu coração há muito tempo foi fotografado pelo FILHO do HOMEM, e que só ele pode nos julgar pelo que somos e pelo que fomos.

    Podemos até achar que o Leo nos deixou de forma abreviada, mas Deus sabe o que faz. O que eu sei, é que não podemos prever como deixaremos a VIDA, e tenho em mente que à vida é uma obra de arte, cada um arquitetando-a da melhor maneira possível, e assim ele fez sem nenhum caráter mesquinho. Eis aí sua maior grandeza.
    Um dia ele sepultou uma semente fazendo germinar para alegria de tantos. Hoje ele foi sepultado, e vários corações foram sepultados sobre o dele. Sua missão foi cumprida.
    Vai em, PAZ, pois à PAZ é a coisa mais bonita que há no MUNDO!

    Da minha família, aceitem nossos pêsames por terem perdido na TERRA um grande HOMEM!

    Sudações com muito pesar. “A dor de uma saudade que ficou”

  2. leo

    3 de julho de 2013 - 16:19 - 16:19
    Reply

    Morreu muito jovem o Léo. Mas realizou um trabalho espetacular no comércio em Marabá. Os sinais de sua passagem entre nós são indeléveis. Fomos amigos e graças a ele, tive a honra de integrar a equipe (João Salame, Célio Costa, Ademar Ferreira, Zé Fera, Miguél Gomes Filho, Wilson Teixeira e Patrick Roberto), que ficou responsável em Marabá e região, pela comissão executiva da campanha Pró-Carajás. Leo bancou tudo. O local para o escritório e todos os equipamentos necessários. Não passava um dia sem nos telefonar, perguntando como é que o trabalho estava se realizando. Foi o mais importante arrecadador de fundos para a campanha. Sem ele, não teríamos os votos que tivemos naquele plebiscito. Cuidou de tudo com entusiasmo. E, ainda, como muitos naquela equipe, não gostou das peças publicitárias apresentadas por Duda Mendonça. Que aliás, levou um baile do Orly Bezerra, que defendeu o não e não. Léo é o verdadeiro pequeno grande homem que conhecemos. Paz à sua alma.
    Agenor Garcia
    jornalista.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *