Hiroshi Bogéa On line

"Coronel Anuar" ataca

Comentarista do blog informa que a situação em Canaã dos Carajás está cada dia pior. Na segunda-feira (29), professores da rede municipal de educação realizaram passeata pacífica pelo centro comercial exigindo o pagamento de salários atrasados – incluindo o décimo terceiro de 2008. A passeata terminou na porta da residência do prefeito Anuar Alves (PDT), que pra não perder o estilo recebeu os servidores no berro – literalmente.

Das mãos de uma professora, Anuar arrancou-lhe o microfone, arremessando-o ao chão, ordenando, em seguida, aos seguranças particulares, que acabassem com a manifestação.

Não deu outra: com farta distribuição de socos e pontapés os desassistidos servidores foram colocados pra correr, ao som de disparos de armas de fogo e muitos gritos.

Alguns educadores saíram feridos do entrevero.

O bagaço tem BO registrado na Delegacia de Polícia.

Fato relevante:
Aonde Ministério Público e o Judiciário deveriam meter o bedelho para estancar as bandalheiras de um prefeito que responde por acusações antigas de todo tipo de safadeza, escancarando agora desmoralização geral -, nenhuma palha é movida.

Fazem vista grossa a esses desmandos.

Preferem determinar contra-ordens aos Executivos estadual e municipais a intervenções que são, constitucionalmente, exclusivas destes – desestabilizando a organização jurídica da democracia em que a sua essência, como sistema político, reside na separação e independência dos poderes fundamentais do Estado.

——————

atualização às 21:08

Blog publica nesta quarta-feira, 01, esclarecimentos da Prefeitura de Canaã dos Carajás a respeito dos atritos entre educadores e o prefeito Anuar Alves.

Post de 

3 Comentários

  1. Anonymous

    6 de setembro de 2009 - 22:55 - 22:55
    Reply

    Comentam-se nas rodas da política Canaense que o Ribita apoiará o Valdemar nas próximas.

  2. Anonymous

    1 de julho de 2009 - 15:51 - 15:51
    Reply

    Canaã respira política, o que poderia ser uma democracia autêntica. Mas, infelizmente, a politicagem prevaleve. É como paixão clubística. Se é Anuar, é inimigo de Ribita ou Valdemar. E vice e versa. Chega a ser uma hipocrisia. Enquanto isso, a cidade pára, pede SOS, o comércio agoniza, a saúde está na UTI, e assim vai. A sociedade deveria se organizar para cobrar mais ação. Baderna não leva a nada.Não sou Anuar, nem ninguém. Sou povo e quero o melhor para a cidade.

  3. www.muraldemaraba.blogspot.com

    30 de junho de 2009 - 22:29 - 22:29
    Reply

    Afinal para que serve o MP?

    Particularmente e sem nenhum pudor de confessar, não sei qual o papel do MP nesse país.

    Lembro vagamente que diziam que o MP seria como uma espécie de fiscal do povo e a serviço do povo contra o poder abusivo do Estado e do poder econômico. Seria uma espécie defensor dos pobres, oprimidos, esquecidos e excluídos; um Dom Quixote lutando contra o Dragão da Corrupção e Mazelas do Brasil: foi assim que minha cabeça ingênua pela pouca idade fantasiou quando ouviu falarem pela primeira sobre MP… O Brasil está mudando para melhor, completei a fantasia.

    Hoje, depois de passado alguns anos e ter me ligado um pouco mais na leitura, mais maduro, menos televisivo, vendo as atuações desse MP por esse Brasil afora e entendendo a que ele veio, confesso que não tenho coragem de dizer o que penso a respeito dele.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *