Hiroshi Bogéa On line

Controle fiscal

Em seu canto na Sepof, Carlos Guedes já se reuniu com o procurador chefe do Ministério Público, Francisco Barbosa, e com outros membros do TJE e da Assembléia, tratando do mesmo tema. Poster leu que o procurador marabaense Barbosa se manifestou a respeito dizendo ser “extremamente positiva a iniciativa do Governo em nos receber e discutir conosco a necessidade de cada órgão. Só temos a agradecer”.

E também a colaborar, não é Doutor?

Ah! Somente o Tribunal de Justiça do Estado recebeu R$ 60 milhões a mais do total que estava previsto no Orçamento Geral do Estado, valor que poderia muito bem ser utilizado em obras inadiáveis no interior paraense.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *