Hiroshi Bogéa On line

Contra monitoramento

Resposta de Dilma Roussef, ao ser perguntada, ontem, sobre a criação ou formulação de conselhos estaduais para acompanhar e fiscalizar a imprensa, alguns deles em estados governados por aliados do governo federal, como Ceará, Piauí, Bahia e Mato Grosso.

                            –  “O único controle da mídia que eu proponho é o controle remoto na mão do telespectador, que muda de canal quando se interessar. Não gostou do programa, muda de canal — disse, frisando que já manifestou sua opinião várias vezes. Eu, em especial, sei o valor da liberdade de expressão.

Podemos até ser uma democracia recente, mas somos um país que sabe do valor da democracia, porque também viveu sob a ditadura. Eu, em especial, sei o valor da liberdade de expressão, da de opinião e da liberdade de imprensa. Sei que um país que abre mão disso perde a sua identidade, perde a sua capacidade política e perde, inclusive, uma das coisa fundamentais, que é a esperança dos seus jovens. Porque eu vivi esse processo, então pode ter certeza que eu sou contra qualquer processo de controle de conteúdo da mídia.


Eu não concordo com isso. Eu repudio monitoramento de conteúdo editorial. Eu acho que isso não se pode criar no Brasil”.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *