Hiroshi Bogéa On line

Confusão à vista

Conforme revela o Diário do Pará entrevistando Adhemar Palocci , diretor de planejamento e engenharia, a Eletronorte pretende incluir a usina de Marabá, com capacidade instalada prevista de 2.160 megawatts, num dos próximos leilões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Se a hidrelétrica for realmente construída a jusante da ponte rodoferroviária como previa inicialmente os estudos, Palocci talvez não saiba: a empresa enfrentará nas audiências públicas a sociedade mais organizada do Estado e uma coleção de ONGs dispostas a cobrar projeto ambiental da mais fina viabilidade. E um senão de respeitável poder de pressão: os índios Gaviões.
Os Gaviões vivem na reserva Mãe Maria, localizada no município de Bom Jesus do Tocantins, tendo como limites os igarapés Flecheiras e Jacundá, afluentes da margem direita do curso médio do Tocantins. Há indícios de que metade de suas terras seriam cobertas pelo lago.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    8 de junho de 2007 - 17:55 - 17:55
    Reply

    A construção dessa barragem então afetará os pedrais e praias acima de Marabá, acabando com a beleza da foz do Araguaia e suas beleezas naturais. Não tem outri lugar para esses porras construirem hidrelétricas? Jamais permitiremos isso, vamos lutar contra tudo e todos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *