Hiroshi Bogéa On line

Compensação de impactos

“Com o estrangulamento do rio e o crime, o desenvolvimento do Baixo Tocantins ou Jusante da UHE Tucuruí (redesenharam nosso mapa, hein?) passa a ser obrigatoriamente pauta do setor elétrico nacional e da mais problemática das grandes usinas hidrelétricas brasileiras, a UHE Tucuruí – onde eu tive o prazer de trabalhar para a Eletronorte no planejamento e gestão do PPDJUS – plano popular de desenvolvimento a jusante de Tucuruí – que vem a ser a experiência mais avançada de compensação de impactos sócio-ambientais de empreendimentos dentre todas as empresas do setor energético nacional, como Furnas, Eletrosul, Chesf ou Eletronuclear.”

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *