Hiroshi Bogéa On line

Comissão Processante afasta Maurino da prefeitura

 

 

A política de Marabá está pegando fogo, nesta terça-feira, 5.

Nem bem a juíza Maria Aldecy determinou o retorno de Maurino Magalhães à prefeitura de Marabá, a Comissão Processante da Câmara Municipal  criada esta manhã, determinou o imediato afastamento do prefeito do cargo.

A decisão da CP está sendo neste momento oficializado à Justiça de Marabá, com poder de tornar sem efeito a decisão da juíza.

A Comissão Processante é formada pelos vereadores Vanda Américo  (PSD), Ronaldo da 33 (DEM) e Ismaelka Queiroz (PTB).

Vereadores da Câmara de Marabá não escondem de ninguém  indignação com a medida da juíza da 3a Vara. A disposição deles é de fazer todo esforço para que Maurino não retorne à Prefeitura, “no momento em que o município vive sua prior crise administrativa, colocando em risco o futuro de quase 300 mil pessoas que compõem nossa população”, desabafa Júlia Rosa, presidente do Legislativo.

Post de 

4 Comentários

  1. Talita

    7 de novembro de 2012 - 13:59 - 13:59
    Reply

    Até que enfim… acordaram vereadores… depois de deixar Marabá entrar no “Sandy” ?…

  2. Anonimo

    6 de novembro de 2012 - 17:21 - 17:21
    Reply

    Só agora é que eles viram que tudo está uma porcaria? Ah, porque o Miguelito não votou a favor da CPI? Vai ver ele também quer que o maurino volte antes que a SDU seja revirada.

  3. Anonimo

    6 de novembro de 2012 - 16:58 - 16:58
    Reply

    O que me faz rir e uma comissão formada por tres Tiãozistas de carteirinha.

  4. Anonimo

    6 de novembro de 2012 - 16:42 - 16:42
    Reply

    Qual e a moral que uma comissão processante formada por Ronaldo,Vanda e Ismaelka tem para afastar o prefeito.A meu ver esta comissão não tem moral nem para afastar o faxineiro da prefeitura.

Leave a Reply to Talita

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *