Com cinco restrições no CAUC, Marabá é terra arrasada

Publicado em 20 de dezembro de 2012

 

 

O município de Marabá termina o ano de 2012 com cinco restrições no CAUC –  Cadastro Único de Convênio – uma ferramenta de gestão do governo federal que disponibiliza dados  com transparência, eficiência e agilidade para a verificação dos documentos comprobatórios exigidos no ato da formalização de convênios e recebimento de recursos públicos.

Com cinco restrições no órgão controlador,  a Prefeitura de Marabá não  está apta a selar convênios com a esfera federal,  incluída na situação de inadimplência.

Esse será  o maior obstáculo a ser enfrentado pelo futuro prefeito João Salame –  entre muitas adversidades escancaradas  -, para viabilizar os recursos que conseguiu aprovar em Brasília, destinados a obras importantes na cidade.

Além de salários atrasados de seus servidores, o status de inadimplência da prefeitura o coloca na zona morta de investimentos, correndo ainda o risco de ter os repasses obrigatórios constitucionais bloqueados, para o cumprimento de pendências de toda ordem.

Marabá vive o seu pior momento administrativo, em toda a história do município.

Nesta sexta-feira, o blog tratará desse tema com maior abrangência.