Com mais de 260 mil doses recebidas, governo deveria acelerar vacinação de cidades de pequeno porte

Publicado em 21 de julho de 2021

Com mais uma remessa recebida de vacinas contra a Covid-19, o governo do Estado deveria acelerar o volume de vacinas nas cidades  que ainda não saíram dos grupos acima de 50 anos.

Nesta madrugada, o Pará recebeu  269.680 mil doses divididas entre 92.430 mil doses da Pfizer e 177.250 mil doses da Oxford/AstraZeneca.

Por razões de conservação das vacinas em temperaturas  6º a 8º graus, necessitando, portanto,  de condições específicas de transporte e aplicação,  as doses da vacina Pfizer serão distribuídas para  imunização de pessoas nos seguintes municípios: Ananindeua, Belém, Benevides, Marituba, Bragança, Capanema, São Miguel do Guamá, Santarém, Marabá e Parauapebas.

Já as doses de Oxford/AstraZeneca serão distribuídas para todos os Centros Regionais de Saúde e são direcionadas para aplicação de primeira e segunda doses.

Como as vacinas  entregues em Belém da Oxford/AstraZeneca  são em quantidade bem maior do que a da Pfizer, essa deveria ser a hora de começar a aumentar o envio  dos imunizantes aos municípios que so conseguiram vacinar até agora acima de 50 anos.

As comunidades agradeceriam ao governador.