Hiroshi Bogéa On line

Coluna Diário do Pará

Coluna do poster na edição desta terça-feira, 16, do jornal Diário do Pará:

__________

              

Saúde Marabá
Não durou três meses, a gestão do ex-gerente do Banco do Brasil de Marabá, Ademar Rafael Ferreira, à frente da secretaria municipal de Saúde. No sábado, ele entregou o cargo ao prefeito Maurino Magalhães, que de pronto anunciou uma junta governativa a ser formada pela secretária Adjunta de Saúde, um represente da Câmara Municipal, dois membros do Conselho Municipal de Saúde; um membro do Ministério Público, Procuradoria Municipal e Controladoria Interna. A junta tem prazo de 30 dias até a nomeação do novo secretário.
Demissão em massa
A semana começou pesada para o prefeito de Marabá. Além de ter que administrar a vacância da secretaria de Saúde, Maurino Magalhães pediu audiência, ontem, ao Ministério Público, na tentativa de encontrar solução alternativa à decisão do juiz Marcelo Andrei de sentenciar a prefeitura a demitir 2.749 servidores nomeados, dentro de dez dias, a partir de notificação. Preocupação do prefeito é que dos 2.749 nomeados, a área de Saúde é ocupada por 427 servidores nessa condição; a Educação tem outros 993 nomeados e o setor de limpeza pública, 810 funcionários.
Lula cá
A Vale determinou a uma de suas construtoras terceirizadas a limpeza da área aprovada pelo cerimonial da Presidência da República para a montagem do palco onde Lula e Dilma Roussef anunciarão o inicio das obras da Aços Laminados do Pará, no Distrito Industrial III, recentemente desapropriado pelo governo do estado para implantação do empreendimento, dia 26 de março. Pessoas da chamada equipe precursora do Palácio do Planalto já estão em Marabá.
Investimentos urbanos
Roger Agnelli, presidente da Vale, representante da Fundação Vale e o prefeito Maurino Magalhães, tem audiência, esta manhã, em Brasília, no Ministério das Cidades, para a definição do montante de investimentos que o ministério disponibilizará na parceria que a mineradora e o município pleiteiam visando viabilizar diversos setores urbanos da cidade, na área de infraestrutura – às vésperas do inicio das obras da Aços Laminados do Pará.
Pressão das ruas
População de São Domingos do Araguaia comemorou liminar concedida pela Justiça do município determinando ao prefeito Jaime Modesto o retorno imediato de 272 concursados, sumariamente demitidos mês passado sob alegação de “redução de custos” da máquina administrativa. Fuça-fuça dos servidores com o prefeito promete novos rounds, com intensificação, em vias públicas, do movimento “Fora, Jaime”, pedindo a cassação do mandato do mandatário perseguidor.
Múltipla agenda
Prefeito de Curionópolis e presidente da Associação dos Municípios do Araguaia-Tocantins, Wanderson Chamon (PMDB) esforça-se para disciplinar a agenda dividindo a semana com despachos na prefeitura do município, e nos escritórios da AMAT, em Marabá e Belém. Antes de embarcar ontem com destino à capital, Chamon anunciou mais dois quilômetros de pavimentação de vias públicas em Curionópolis.
Republicanos em Marabá
Anivaldo Vale realizará em Marabá, dia 26 de março, encontro estadual do PR, durante o qual os rumos do partido serão discutidos entre prefeitos, vices e vereadores eleitos pela legenda rumos. Confirmaram presença, os 17 prefeitos , seis vice-prefeitos e mais de cem vereadores eleitos pelo PR, em 2008. Maurino Magalhães, prefeito anfitrião, promete oferecer recepção de grande vultos aos visitantes.
Carne contaminada
A população de Marabá aguarda, ansiosa, que a SEMA ingresse com mandado de segurança, no Tribunal de Justiça do Estado, pedindo a revogação de liminar concedida pelo juiz Marcelo Andrei Simão Santos, da 3ª Vara Cível do município, determinando a reabertura de um matadouro clandestino, cujo funcionamento precário e nocivo à saúde pública foi constatado em relatório técnico formalizado pela própria secretaria estadual de Meio Ambiente, ao identificar fraude na licença de operação do estabelecimento. A vigilância sanitária municipal tenta evitar o consumo, pela população, de carne contaminada, mas a Justiça local não enxerga dessa forma.

Umas & Outras

Nada confirmado, mas há forte possibilidade de Lula passar por Belém, saindo de Marabá, na viagem que fará este mês ao Pará.

Palestra de Paulo Haddad sobre desenvolvimento regional começa às 9 horas desta terça-feira, em Marabá, organizado pela Vale.

Em Marabá, já se sabe que determinado político local tenta pressionar a Sema a não questionar, no TJ, liminar que determina o funcionamento do matadouro clandestino.

As executivas do PSDB de Marabá, Itupiranga e cidades adjacentes estão articulando encontros para reunir o maior numero possível de pessoas durante a passagem, pela região, do O projeto “O Pará que Queremos”, do Instituto Teotônio Vilela (ITV), cuja data ainda não foi marcada.

Surpreendente o longo período de estiagem registrado no Sudeste do Pará, em pleno inverno. Havia tempo não se registrava a suspensão de chuvas por tanto tempo como ocorre atualmente.

De positivo nessa instabilidade de estação, a quase certa ausência de cheia este ano em Marabá. Para desespero de integrantes da chamada “indústria das enchentes”.
__________
Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    4 de abril de 2010 - 18:23 - 18:23
    Reply

    Fico triste com tudo que esta acontecendo com a saude em marabá,tentaram denegrir a imagem do dr Nagilson, que tantas pessoas salvou em marabá no seu trabalho de cirurgião. Quem o conhece pessoalmente sabe muito da sua luta pelo povo,sendo um cidadão com muita honestidade e simplicidade. Um profissional que antes de entrar na politica , com seu trabalho nunca precisou de atos ilicitos para conseguir dinheiro.Antes da politica ganhava muito bem, com sua clinica particular, trabalho no hmm e hospital regional. Antes de julgar as pessoas devemos antes conhece-la. perguntem a ele sobre a sua infância ,sendo o irmão mais velho de todos, vendendo banana e galinhas nas costas, na rodoviaria velha ,para ajudar seus irmãos e pais nos seus sustento, para conseguir um prato de comida para a sua familia ;lutou muito na vida para conseguir galgar a sua profissão de médico e administrador. Pois caro leitor , o mesmo é exemplo de vida para muitas pessoas. Quando assumiu a saúde como secretario de saude , tinha um sonho de melhorar a mesma, porem fizeram uma grande arapuca contra ele, que na sua inocência confiou demais nas pessoas , sendo com isso preso acusado de facilitar o desvio de medicamentos(ou melhor sendo conivente com a situação).vale lembrar que todas as licitações eram realizadas na secretaria de obras, onde estão a máfia dos TIÕES, que o excelentíssimo prefeito de marabá deixou em seu governo). Caro leitor a justiça do homem é falha , mas a justiça de Deus nunca tarda nesta vida.

  2. Anonymous

    17 de março de 2010 - 23:05 - 23:05
    Reply

    O médico e ex-secretário disse certa vez em uma entrevista, logo que assumiu a secretaria, que a saúde iria dar um salto de 10 anos. Ele só não disse que o salto seria pra trás.

  3. Anonymous

    17 de março de 2010 - 14:33 - 14:33
    Reply

    A saude de maraba esta um caos e acho valido chamar todos os segmentos da sociedade para tornar co-responsaveis todos os que não conhecem como é dificil administar um país, um estado e uma cidade como marabá.

    Eles Tem que unir esforços e achar uma solução imediata para um nome que tenho consenso, pois o que o "excelente" administrador médico e vice prefeito de maraba fez com a saude de marabá foi acabar com ela.
    Desistabilizou os funcionarios e o sistema que já era precario piorou.

    Esta é a verdade.

    E chega de denuncias da familia do vice
    para criar um caos na saude para depois achar que ele como medico – era o que todos os funcionarios da saude esperavam – ser a solução de alguns problemas – e dar uma brecada no roubo deslavado desta pasta.

    Maurino realmente está com problemas mas, não adianta torcemos contra porque nós o colocamos e nós o tiramos na época certa.

    Falta de avisos dos amigos não foi para o prefeito em ter cuidados com os secretarios "cobras" do Tião
    e com seu vice, que aqui pra nós foi pessima escolha.

    Maurino nao precisava dele pra ganhar e nem dos secretarios do Tiao para governar. E ponto final.

  4. Anonymous

    17 de março de 2010 - 10:09 - 10:09
    Reply

    Hiroshi, acho que o Prefeito se equivocou nomeando uma junta com integrantes da Câmara, do MP e do Conselho de Saúde, a função desse pessoal não pode ser participar do governo executivo, mas fiscalizar, etc – o que é que o integrante do MP vai fazer lá? Dar pitaco? Orientar? Ele não pode fazer parte da Administração Pública. E os dois do Conselho de Saúde, vão vigiar in loco, mas vigiar o quê, se o problema é de gestão, não suponho que a junta vá averiguar denúncias, essas coisas. Por essas e outras acho que essa Junta é ilegal, do modo como foi constituída.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *