Coligação de Tião Miranda impugna pesquisa da Doxa

Publicado em 19 de agosto de 2012

 

 

Encomendada pelo blog para ser publicada neste domingo,  pesquisa realizada pela Doxa Comunicação foi impugnada pela Coligação que apoia a candidatura a prefeito de Sebastião Miranda, sob alegação de que poderia ter havido manipulação de dados e número de entrevistados abaixo daquilo que seria o patamar mais seguro para a realidade eleitoral do momento. Segundo os advogados de Miranda, a pesquisa deveria ter ouvido mais de mil pessoas, ao contrário das 650 entrevistas realizadas.

Em verdade, todas as pesquisas realizadas pela Doxa, em Marabá, sempre anteciparam com fidelidade os resultados oficiais das eleições. Foi assim na eleição que elegeu Geraldo Veloso, depois a eleição que confirmou  o próprio Tião Miranda e, finalmente, Maurino Magalhães.

Doxa é o instituto de pesquisa paraense que mais tem acertado suas previsões, trabalhando  sempre na faixa de 650 questionários – número ideal para medir a tendência do eleitorado no município.

O que pode estar escondido  por trás  da decisão da Coligação que apoia Tião Miranda  a impugnar a pesquisa registrada no TRE é a confirmação do crescimento vertiginoso de uma das outras quatro candidaturas a prefeito, cuja musculação eleitoral ganhou curva  ascendente em todas as pesquisas realizadas na cidade nos últimos meses – e se acentuou a partir do início da campanha eleitoral.

Pesquisa da Doxa foi realizada entre os dias 7 e 9 de agosto.

Para se entender a mudança do humor do eleitorado marabaense, depois daquela pesquisa, outras duas foram processadas, por outros dois institutos, na semana que terminou,  com número bem mais favoráveis a candidatura adversária de Miranda, ameaçando seu favoritismo.

O blog está analisando se entra com recurso para reformar a decisão da juíza eleitoral ou se parte para encomendar outra pesquisa, considerando a mudança vertiginosa da tendência eleitoral nos últimos seis dias em Marabá.