Hiroshi Bogéa On line

Coisas de discursos

Deputado João Salame (PPS) postou comentário acerca de nota contando detalhes dos discursos de alta calibragem registrados durante a posse do Coordenador da SEIR, Sebastião Ferreira:

Eu não protagonizei nenhum pega com a deputada Bernadete. Por um erro do Cerimmonial (uma pena que esses erros sempre favorecem os parlamentares do PT) me colocaram para falar antes da deputada. Como 1o. vice-presidente da Alepa deveria ser o último a falar antes da governadora. Não fui deselegante e não criei caso por isso. Fiz minha fala parabenizando a governadora por estar nomeando o Ferreirinha; agradecendo o apoio que ela tem dado ao exercício do meu mandato, mesmo sabendo que eu não a apoiei nas útimas eleições, e fazendo algumas solicitações. Claro que pesa a favor dessa relação a representatividade que nosso mandato adquiriu, em especial com a formação de um bloco suprapartidário de 8 deputados que tive a honra de liderar todo esse tempo.

Na oportunidade relacionei todos os recursos que já trouxe para Marabá e pedi à governadora apoio para a construção de um Estádio de Futebol no município; revisão nas cotas de patrocínio do Campeonato Paraense de Futebol que beneficiam de maneira absurda Remo e Payssandu e que ela penssasse com carinho a possibilidade de nomeação de um secretário de Estado oriundo de nossa região para seu governo. Não sei em que ponto a deputada se melindrou. De forma deselegante para o momento foi agressiva e cobrou apoio do G 8na aprovação de projetos de interesse do governo na Assembléia.
A própria governadora tratou de colocar as coisas no seu devido lugar ao fazer questão de destacar o apoio que tem recebido do nosso mandato na Alepa.
Não há um projeto sequer de importância para o governo que tenha deixado de ser aprovado na Alepa por causa do G 8. Ao contrário, além da oposição do PSDB, quando alguns desconfortos surgiram foram causados por parlamentares do próprio PT e do PMDB. Os casos dos temporários e da indicação feita pela governadora para o Tribunal de Contas dos Municípios são emblemáticos, para ficarmos em apenas dois.
Nada tenho contra a deputada Bernadete. Eu fui um dos que articulei sua nomeação para secretária de Educação do ex-prefeito Haroldo Bezerra. A ajudei em outras oportunidades em suas candidaturas. Ainda a tenho em boa conta. Mas, sinceramemnte, não entendi sua reação raivosa.
Da mesma forma ninguém entendeu a reação do Maurino. Aliás, entendemos muito bem.
Atenciosamente
João Salame
Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    7 de maio de 2009 - 22:39 - 22:39
    Reply

    Pô, Jota Salame, por isso você é o meu ídolo!! (vc sabe quem o chama assim, né?). Naquele dia você foi simplesmente um porta-voz de muitas coisas que queríamos falar. Principalmente, citando a generosa quantia financeira repassadas a dupla RE-PA e as migalhas dadas ao nosso amado Águia. É, de repente poderemos estarmos sendo jogados as traças e ao LIXO também.

  2. João Salame

    15 de abril de 2009 - 13:23 - 13:23
    Reply

    Eu sei e reconheço os limites do G 8. Mas, com todo respeito meu anônimo das 3:45. Quem se envolveu em mensalão, “cuecão”, sanguessuga, se enrolou de maneira infantil nessa questão do kit escolar, não tem muita moral pra falar em fisiologismo e moralidade. É bom baixar a bola. De minha parte o mandato e todas as minhas ações estão à sua disposição e da mídia para verificação da correção ou não de minhas ações.
    Atenciosamente

    João Salame

  3. Anonymous

    14 de abril de 2009 - 18:45 - 18:45
    Reply

    Dep. João Salame, libertasse destas demagogias baratas, somos sabido que o G-8 é um grupo de parlamentares extramemente fisiológicos, meramente interessados em fazer debates em torno de seus umbigos, existe um grande abismo antre aquilo que se fala e aquilo que se faz, notavelmente o abismo é muito grande entre discurso e a governabilidade na ALEPA do ponto de vista da atuação do G-8 em defesa de polítcas fundamentais para a população e do governo.

    Governadora Ana Júlia Carepa
    Se o governo depender do G-8 para avançar rumo a um “Pará, Terra de Direitos”, pode ter certeza que enquanto cidadões deste Estado – estaremos literalmente jogados as traças…

  4. Anonymous

    14 de abril de 2009 - 16:56 - 16:56
    Reply

    Esse é o Salame. Não deixa por menos. Abraço Hiroshi!

    Martin

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *