Coexistência pacífica

Publicado em 30 de junho de 2009

Cenas do interior do Brasil: garotos brincando de nada numa ponta de praia formada no eixo de um lago do Araguaia.

No meio da festa, dois cães observam o frege.

O primeiro, coadjuvante passivo, gosta do que vê. O segundo cachorro, alheio à algazarra, mata a sede em águas calmas.

Ao fundo, casas simples abrigam habitantes da pequena vila do Caroço, perto de Pontão.

Casas em ribanceiras do rio que passa à direita, farejando o mar.

Quando o verão chega, tudo vira graça nas beiradas do Araguaia.