Chefe do Detran de Redenção acusado de receber propina

Publicado em 11 de março de 2013

 

Pedro Tindô

A denúncia foi protocolada no Ministério Público Estadual.

O chefe de operações e fiscalização do Detran,  em Redenção, Pedro Tindô (foto) , teria recebido R$ 550 para liberar duas motos apreendidas em uma blitz,  por agentes de trânsito.

Documento protocolado  leva as assinaturas dos vereadores Lázaro Marinho, Pedro Lima,  Luciano Duarte e Marconi Bernardes , que sustentam as denúncias anexando documentos.