Chama a polícia

Publicado em 23 de julho de 2007

Reincidente na prática de irregularidades administrativas já que antes de assumir a chefia da Casa Militar coronel Henrique Coelho de Souza estava sendo investigado pelo Ministério Publico por suposta participação em esquema de propina em Marabá, ao lado do então comandante do 4º BPM, Cel. Margalho -, o oficial da PM foi pego de calças arriadas ‘bombando’ no setor de suprimentos, conforme conta o RD de hoje.
A governadora tomou decisão rápida e correta.