Hiroshi Bogéa On line

Siderúrgica: ACIM e Governo do Pará devem realizar primeira reunião em Marabá com a Cevital

 

Presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, empresário Ítalo Ipojucan participou praticamente de todos os encontros ocorridos em Belém, como membro do Grupo Especial convocado pelo governador Simão Jatene destinado a proceder estudos sobre a viabilidade econômica da siderúrgica que o grupo  Cevital Groupe,  da Argélia, vai implantar em Marabá.

Nas últimas horas, Ítalo Ipojucan manteve contatos com  Adnan Demachki, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia,  visando viabilizar reunião em Marabá com representantes da empresa argelina objetivando expor à classe produtiva regional o estágio em que se encontram os estudos.

Reunião deverá ocorrer ainda neste mês de junho.

Denominada de Aços do Pará, a siderúrgica está sendo formatada para ser erguida na área onde deveria ser construída a Alpa.

Como foi amplamente divulgado, em março passado,  Governo do Estado do Pará,  Vale e Cevital Groupe assinaram um protocolo de intenções que representa um novo passo no processo de implantação de uma siderúrgica em Marabá.

O protocolo trata dos parâmetros que embasam o projeto de implementação da siderúrgica, que vinha sendo estudado pela Vale e agora passará a ser conduzido pela gigante argelina.

A Cevital já investiu cerca de US$ 300 milhões, incluindo gastos no desenvolvimento de engenharia, com vistas a construção da siderúrgica em Marabá.

Entre os termos do acordo, a Vale coloca a disposição da Cevital, além de cooperação técnica, todos os estudos e projetos já elaborados, a transferência do terreno de sua propriedade que seria destinado a construção da Alpa, suprimento em bases comerciais de minério de ferro e serviços logísticos para o empreendimento, além das licenças ambientais do referido projeto.

Expectativa da Cevital Groupe é que as obras para a instalação da nova siderúrgica comecem nos próximos meses e entre em operação em 2019.

A previsão é que os investimentos na siderúrgica somem o montante de 2 bilhões de dólares.

Esse valor total também deve ser captado com outros investidores.

Quando estiver em funcionamento, a siderúrgica de Marabá deve gerar 2,5 mil empregos diretos, além de seis a oito mil empregos indiretos.

A siderúrgica de Marabá terá capacidade para gerar 2,7 milhões de toneladas de aço com a produção de bobinas de aço, ferro gusa, “biletts”, “blooms”, entre outros.

Um dos produtos da siderúrgica de Marabá será também a fabricação de trilhos para a estrada de ferro Carajás.

A Cevital Groupe é líder na Europa na produção de trilhos, com uma fábrica sediada na Itália e agora pretende ser a primeira a produzir trilhos na América Latina.

 

A Cevital também vai disponibilizar aço com preços competitivos para empresas implantadas no polo metal mecânico que deve ser desenvolvido em Marabá, um sonho antigo da população.

Post de 

6 Comentários

  1. carlos

    10 de junho de 2016 - 13:21 - 13:21
    Reply

    Senta que lá vem história!

  2. Mosavelino

    10 de junho de 2016 - 10:21 - 10:21
    Reply

    Bem lembrado Djalma, só acredito depois que as Obras iniciarem e estiverem em Estado avançado, Porque a Vale também começou a ALPA adquirindo terreno e não deu em nada e os políticos sabiam o tempo todo que era apenas enganação e que o projeto nunca ia acontecer, depois ficaram com história de queda de preço da commoditie no mercado Chinês e Americano só falácia. Agora de novo com a Cervital Group, porque ta perto das eleições, mais também pode ser que eles estejam já vendo quanto de propina a empresa vai querer pagar, e se vai querer pagar para ter algumas facilidades essa não é a regra aqui no Brasil com os políticos?, e eu achava que era a exceção. Lamentável né?

    Mais tomara que eu me engane.

  3. Anônimo

    10 de junho de 2016 - 00:39 - 0:39
    Reply

    Vamos tomar bastante cuidado com os “incentivos fiscais” que o município está craque em conceder.

  4. Djalma Guerra

    9 de junho de 2016 - 20:11 - 20:11
    Reply

    Interessante que este tipo de noticia só ocorre em epoca de eleição.
    Foi assim com o Salobo, Alpa e etc.

  5. Ernesto Franco Neto

    9 de junho de 2016 - 15:33 - 15:33
    Reply

    Precisamos disso!

  6. jr

    9 de junho de 2016 - 14:01 - 14:01
    Reply

    vamos ver.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *