César Lins aceitou ação por improbidade contra ex-procuradora

Publicado em 5 de novembro de 2012

 

 

O Juiz da 3ª Vara Cível de Marabá, César Lins, recebeu a petição inicial do Ministério Público e determinoo a citação dos réus Aurenice Pinheiro Botelho e Kaio Pinheiro Botelho Costa, para oferecimento de contestação, no prazo legal.

O MP ofereceu duas ações civis públicas, uma por nepotismo e outra por improbidade administrativa contra o prefeito de Marabá, Maurino Magalhães de Lima. Em uma das ações o MP acusa o gestor de favorecer os funcionários Aurenice Pinheiro Botelho e  Kaio Pinheiro Botelho Costa.

Ela é ex-procuradora do Município, enquanto o rapaz é filho dela.

Bom observar que, neste momento processual é cabível, tão somente, o juízo de admissibilidade da ação, sendo inviável, por ora, aprofundada das provas contidas nos autos e dos argumentos das partes.

A audiência de instrução e julgamento foi designada  para o dia 14 de janeiro de /2013, às 09 horas.