Hiroshi Bogéa On line

Centenário traz a Marabá o melhor da MPB

 

No meio desta semana, a Secretaria Municipal de Cultura de Marabá fechou toda a programação de shows alusivos aos 100 anos de Marabá.

Além de nomes da MPB, programação atende também o público evangélico, com a confirmação do show de André Valadão, pastor que  há oito anos  segue carreira solo na música.

O artista já vendeu mais de 1,6 milhão de CDs, mais de 230 mil DVDs e foi duas vezes indicado ao Grammy Latino. Recebeu o Troféu Promessas – promovido pela Rede Globo – na categoria de “melhor cantor”, eleito por internautas de todo o Brasil.

André Valadão usa todos os recursos tecnológicos disponíveis para falar do amor de Jesus Cristo para o maior número de pessoas possível. Seja por meio de músicas em CD, imagens em DVD, mensagens pregadas, clipes inovadores, como apresentador de televisão ou nas redes socais. O que importa é fazer o melhor para honrar o nome de Deus.

O estilo jovial de André Valadão tem sido diferencial para alcançar pessoas por onde tem passado com muita alegria e irreverência. Estima-se que o cantor tenha passado por mais de 700 cidades e também em outros países como Estados Unidos, Japão, Inglaterra, Portugal, Espanha, entre outros.

O cartaz abaixo expõe a programação oficial dos shows.

 

Arte centenário

Post de 

7 Comentários

  1. jeronimo

    21 de março de 2013 - 10:39 - 10:39
    Reply

    a mylla karvalho vai esta nessa progranmação?

    um abraçou!!!!!!!

  2. Alex Sena

    16 de março de 2013 - 09:37 - 9:37
    Reply

    Detalhe: isso ocorre a nivel de Legislativo. No executivo, prevalece, infelizmentente, o maldito clientelismo politico.

  3. Alex Sena

    16 de março de 2013 - 09:33 - 9:33
    Reply

    Patrulhamento ideologico, eu chamaria de embate de “ideias” e exercicio democratico no processo legislativo. “patrulhamento ideologico”, de fato, somente a violencia dos regimes ditatorias, nos dias atuais. O legislativo endossa a vontade do povo. Seja religioso ou nao, se chegar la, apresentar proposta, for aprovado, assim sera. Atributos religiosos sao inerentes aos individuos, eleitores, cidadaos, por isso o debate se repete, com ordem e isonomia, na casa de todos, o legislativo.

  4. claudio feitosa

    10 de março de 2013 - 12:54 - 12:54
    Reply

    Caro ou Cara Aguinar (perdão, mas o nome não nos permite identificar)

    Não agradeça a mim pelo show gospel. Não saiu da secult a demanda por tal apresentação. Agradeça ao Gabinete e à secretária de Assistência Social.

    Quanto a mim, penso diferente: entendo que o estado é laico – aliás, a constituição brasileira também pensa assim. No meu entendimento, o máximo que o município deveria fazer em relação a questões religiosas é respeitá-las, garantindo seu direito de manifestação – dentro do limite que estabelece as leis, a exemplo da lei sobre poluição sonora, p.e.

    Não acho que haja a imperiosa necessidade de termos shows gospels em todas as atividades da prefeitura. Penso que é tarefa das igrejas organizar suas louvações, podendo a prefeitura eventualmente apoiá-las.

    Aliás, o que me preocupa é uma onda crescente de envolvimento estado-igreja, com um viéis cada dia maior de patrulhamento ideológico.

    Vejam bem; por que o município então não promove um show de candomblé ou da igreja católica nas comemorações do aniversário? Pergunto e eu mesmo respondo: porque o poder de pressão da primeira denominação religiosa, a despeito de ser uma das mais antigas e de grande ancestralidade histórica da nação brasileira, sempre foi muito acanhada e extremamente discriminada. Quanto a igreja católica, a explicação é mais complexa, mas podemos afirmar que sua persuasão vem perdendo poder na sociedade brasileira.

    Sou um militante da liberdade de expressão e da cultura popular. Nossa preocupação à frente da Secult tem sido de iniciar um processo de valorização da história e das tradições da cidade, além de gerar uma pauta que proporcione o usufruto das artes e da cultura da nossa gente, evitando cair na tentação de fazer a fácil política de agradar ao padrão vigente de cultura de massa, que diuturnamente vem oferecendo lixo cultural sob o falso manto de se dizer “popular”.

    No mais, afirmo que sempre estaremos atentos à salvaguarda das nossas tradições culturais, arcabouço histórico que nos permite o auto-reconhecimento como povo e como nação.

    Cláudio Feitosa
    secretário municipal de cultura

  5. 540 Coruja

    8 de março de 2013 - 17:53 - 17:53
    Reply

    Ate ke enfim skeceram banda Calpson k.k.k.k

  6. FLAVIO PEDRO

    8 de março de 2013 - 14:04 - 14:04
    Reply

    Parabéns. Só faltou um Show Católico.

  7. AGUINAIR

    7 de março de 2013 - 14:40 - 14:40
    Reply

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…… Gloria Deus, vejo que venceu o bom senso, deixo meus sinceros agradecimentos ao Secretario de cultura…. Estaremos lá louvando o nome do Senhor Jesus e declarando benção sobre a nossa cidade…. Viva a democracia e louvado Seja Deus! Abraços as Sr Jorge!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *