Cenários de pesquisas reforçam mudanças

Publicado em 3 de abril de 2012

 

 

Das duas pesquisas realizadas em Marabá no mês de março, o poster teve acesso aos números de uma delas.

Há quatro cenários pesquisados.

No primeiro, foram incluídos nos questionários os nomes  de sete pré-candidatos:  Ítalo Ipojucan (PMDB),  João Salame (PPS), Jorge Bichara (PV), Luis Carlos Pies (PT), Maurino Magalhães (PR), Sebastião Miranda (PSDB) e Miguelito Gomes (PP).

Em outra situação, os pesquisadores disponibilizaram três nomes: Miranda, Maurino e João Salame.

No cenário 3, disponibilizadas as candidaturas apenas de Sebastião Miranda e Maurino Magalhães – onde o ex-prefeito aparece na melhor performance. Ou seja, disputa nítida de comparação de duas administrações.

Finalmente, outras duas candidaturas: Sebastião Miranda e João Salame.

É nesse quadro acima que o ex-prefeito Sebastião Miranda pode verificar, se a eleição fosse hoje, a presença de alguém em seu retrovisor, reforçando a tese de que a chamada Terceira Via, se tiver todas as forças políticas representativas em seu apoio, é perfeitamente viável e, o que interessa, competitiva.

Detalhe: a queda de Sebastião Miranda, em relação às pesquisas realizadas em abril e dezembro de 2011, é acentuada.

Em abril, o ex-prefeito mantinha folgada liderança de até 70% na preferência do eleitorado.

Em dezembro daquele mesmo ano, registrava média de 54%.

Agora ele está mais abaixo desse percentual acima.

Acostumado a trabalhar em cima de pesquisas, Sebastião Miranda, certamente, se já tiver novos números em seu poder, tende a se preocupar.

 

NB – Infelizmente, o contratante de uma das duas pesquisas realizadas no município vetou a divulgação de seus números, alegando não ter solicitado à Justiça Eleitoral o registro da mesma – o que configuraria crime previsto em lei.