Hiroshi Bogéa On line

Cena do crime

Os destroços na foto é o que sobrou do caminhão de propriedade do Grupo Goiás, conglomerado de empresas do ramo de material de construção e da construção civil, incendiado por manifestantes portando bandeiras do MST. No valor de R$ 500 mil, o veículo era do tipo Rodo-Trem, um dos mais valorizados do mercado em seu segmento. A empresa vítima do ato de banditismo emprega no Sul e Sudeste do Pará 765 pessoas.
Em uma semana, o MST incendiou três carros na região: dois caminhões e um pequeno veículo de um trabalhador agrimensor, agora sem meio de transporte para sobreviver como freelancer fazendo mediações no campo.
A foto foi extraída do blog de Valdir Silva.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *