Celpa, um musgo a atormentar os paraenses

Publicado em 19 de agosto de 2011

 

 

Expressar indignação classificando os atos da Celpa como empresa agressora da cidadania, é pouco.

Muito pouco.

Menor ainda, usar termos comuns como desrespeito ao consumidor, diante de falhas gritantes da distribuidora de energia no atendimento aos seus clientes.

Na noite de quinta-feira, 18, exatamente às 21h45, faltou energia na Folha 17, Nova Marabá.

Uma parte inteira do bairro ficou às escuras até 01:h15 desta sexta-feira, quando a companhia elétrica resolveu mandar uma equipe de plantonistas sanar o desligamento.

É assim que a Celpa trata os consumidores de Marabá, retardando o restabelecimento da falta de energia porque não disponibiliza número suficiente de plantonistas.

A companhia energética é pequena demais para atender a dimensão do Estado, cada dia mais chicoteado por uma empresa inadequada aos desafios do Pará.

Uma companhia pré-falimentar.