Hiroshi Bogéa On line

Celpa firma parceria com Fundação Zoobotânica de Marabá

Nesta terça-feira, dia 15, a partir das 8h, a Celpa dará continuidade ao projeto Energia Social com a assinatura de mais um convênio, desta vez na cidade de Marabá.

A iniciativa da concessionária dispõe de R$ 2,5 milhões de investimentos em ações sociais em todas as regiões do Estado, que incluem, ainda, o apoio à capacitação profissional de membros das comunidades.

No município do sudeste paraense, a empresa beneficiará a Fundação Zoobotânica de Marabá.

A parceria possibilitará um investimento de R$ 500 mil da Celpa na instituição, que tem mostrado grande preocupação com a degradação da natureza e a rápida propagação de impactos ambientais na Amazônia, sobretudo no que diz respeito a preservação das espécies animais da região.

O aporte financeiro da concessionária de energia elétrica servirá para construir um novo prédio, dentro da fundação, para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres.

A Fundação Zoobotânica de Marabá tem como missão a elaboração de pesquisas para desenvolver ferramentas de preservação do meio ambiente e também contribui para o aperfeiçoamento dos recursos naturais da região. Outro objetivo está relacionado a resgatar animais silvestres que passarão por situações de risco de morte e extinção. Estas espécies são colocadas em cativeiro e, posteriormente, reintroduzidas ao seu ambiente nativo.

Só neste ano, foram mais de 120 animais atendidos, segundo o biólogo da Fundação Emanoel Ananis. Entre corujas, gaviões, cobras e macacos, existe uma onça que já está há dois anos na fundação. “Ela chegou com uma das pernas quebradas. Cuidamos, viajamos até Castanhal para um melhor atendimento. Hoje em dia, ela está saudável, mas possui algumas limitações. Por isso, ela é mantida na fundação sob os nossos cuidados e serve para os nossos estudos e pesquisa. Ela é uma campeã, pois achávamos que ela não iria sobreviver”, contou o biólogo.

Para a analista de Responsabilidade Social da Celpa, Michelle Miranda, a implantação de projetos sociais em parceria com a iniciativa privada contribui para o desenvolvimento do estado. “Essas ações sendo conduzidas de maneira integrada favorecem o enfraquecimento de problemas estruturais e podem eliminar situações de riscos. No caso de Marabá, a preocupação é também com o ecossistema, pois tudo faz parte de um conjunto maior no qual estamos inseridos. Daí a importância de se manter o equilíbrio ambiental com a preservação das espécies”, avalia Michelle.

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *