Hiroshi Bogéa On line

Casa de marimbondo

O Repórter Diário registra que o “Ibama vai apresentar pela primeira vez à sociedade os aspectos ambientais que julga relevantes sobre a região onde a Eletronorte quer construir a usina hidrelétrica de Marabá, no rio Tocantins”.
A intenção do governo de construir essa obra foi antecipada há dois anos pela coluna deste poster no Diário do Pará, inclusive com a indicação do local escolhido, pouco acima da ponte rodoferroviária.
O blogue antecipa também que a edificação da hidrelétrica encontrará maior resistência de todas até agora encaradas pelo governo (até mais do que a de Belo Monte e do Rio Madeira) . Quase todos os segmentos sociais de Marabá -, inclusive empresários que são os mais ardorosos defensores de grandes obras -, estão firmando pacto de enfrentamento. Para quem conhece a consciência cívica dos marabaenses, certamente coisa boa não vem por ai.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    17 de setembro de 2007 - 19:35 - 19:35
    Reply

    Essa hidrelétrica acabará com os últimos pedrais existentes no rio. Ficaremos apenas com um trecho de águas baixas, saindo de Marabá até Itupiranga. Um crime contra a natureza.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *