Cara ou Coroa

Publicado em 16 de julho de 2008

A campanha eleitoral de Marabá começou empatada, pelo menos quanto a pedido de impugnações.

Todos os quatro candidatos potencialmente cotados a disputar em condições de igualdade a prefeitura, acionaram seus advogados para apresentação de defesa às ações de impugnação de seus nomes ajuizadas na 23ª Zona Eleitoral, presidida pela juiza Maria Aldecy Pissolati.

O Psol pede o indeferimento de registro das candidaturas de Bernadete ten Caten (PT) – e João Salame (PPS), ambos por abuso do poder econômico.

A Coligação “Marabá Quer Muito Mais”- PT, PMN, PSB, PHS -, e Jurandir Lisboa, tentam impugnar a candidatura de Asdrúbal Bentes (PMDB) sob alegação de que a mesma responde a processo no Supremo Tribunal Federal acusado de oferecer cirurgias de laqueaduras em 2004; e, fraude nas atas das convenções partidárias do PMDB, PSDB e PSC.

A coligação que apóia Bernadete/Ferreirinha também pediu a impugnação da candidatura de Maurino Magalhães (PR) acusando-o de malversação de recursos da ordem de R$ 2.321.445,00 pelo período de cinco meses em que se manteve à frente da prefeitura de Marabá.

Os candidatos já estão concluindo suas defesas.