Cão acuado

Publicado em 11 de abril de 2007

O cerco se fecha contra Sebastião Curió. Primeiro foi aceita pelas Câmaras Criminais Reunidas do TJE denuncia contra ele por assassinato de um jovem em Brasília. Agora é o juiz Cláudio Hernandes Silva Lima, da comarca de Curionópolis, quem encaminha à seção judiciária de Marabá da Justiça Federal ação civil pública de improbidade administrativa formulada pelo promotor José Edvaldo Pereira Sales, pedindo o afastamento do prefeito e de outros vinte funcionários da prefeitura. Acusação: malversação de recursos do Fundef no valor de R$ 5.823.000, período de 2001 a 2004. A peça jurídica está embasada em relatório da CGU – Controladoria Geral da União.