Cangaceiro do Pebas

Publicado em 24 de setembro de 2007

Faissal Salmen não se corrige nunca! Há sempre uma história nova, e indecente, a respeito do comportamento público dele.
A mais recente ocorreu nas dependências de um restaurante de Parauapebas quando Faissal tentou agredir Welner Lopes, ex-secretário de Finanças da administração de Bel Mesquita, que se encontrava em uma mesa próxima à dele.
Durante insistentes vinte minutos, Faissal provocou o médico com palavras agressivas, insinuando, inclusive , disposição de agredi-lo fisicamente. Como o ex-servidor de Bel se manteve passivo, sem reagir diante da intolerante atitude de Salmen, este optou em procurar a delegacia de polícia do município para registrar a ocorrência de que teria sido “ameaçado de morte” por Welner.
Até hoje, Faissal Salmen (PSDB) responsabiliza o ex-secretário de Finanças como o principal responsável pela derrota fragorosa para Darci Lermen (PT), na eleição para prefeito de Parauapebas.
Esquece Salmen, também médico, ser o estilo cangaceiro que ele ostenta, a conseqüência natural de rejeição cada vez maior do eleitorado ao seu nome. Para o ex-deputado estadual, o contraditório não existe em suas relações sociais. A democracia não vinga, ao lado dele, se existe alguém que o contrarie. Vale a lei do murro e do chute, misturados à gritos ensandecidos