Hiroshi Bogéa On line

Candidato ao governo

Não existe mais nenhuma dúvida de que o PTB pretende lançar o ex-prefeito de Marabá e atual Superintendente do SEBRAE, Sebastião Miranda, candidato ao governo do Estado, em 2010. Ariculado por deputados petebistas, o movimento conta com o apoio do prefeito de Belém, Duciomar Costa, com quem Tião se encontrou quinta-feira passada, tratando do tema.

Post de 

29 Comentários

  1. Anonymous

    27 de março de 2009 - 12:57 - 12:57
    Reply

    gostaria de saber o que qualifica tião miranda para o cargo de superintendente do SEBRAE. Logo ele, que nunca fez nada pelo empreendedorismo dessa cidade. Sequer concluiu a escola técnica federal, a mesma que fica ao lado do gaspar viana. Grande incentivador.

  2. Anonymous

    27 de março de 2009 - 03:18 - 3:18
    Reply

    João Salame mostra mais uma vez que é um político arrojado e de visão. Ando pela região e vejo que o nome dele cresceu muito. Em Marabá a tendência é que ele aumente o número de votos depois da campanha que fez pra prefeito. Até mesmo em outras regiões do Estado tenho notícias do crescimento do nome do Salame depois que se elegeu vice-presidente da Alepa. Anotem: vai ser reeleito com boa votação e tem futuro na política esse rapaz.

  3. Adir Castro

    27 de março de 2009 - 02:36 - 2:36
    Reply

    Qualquer cidadão, dentro de uma democracia, tem todo o direito de pretender um cargo eletivo. Não precisa ser alguém especial, uma divindade ou um predestinado.

    Infelizmente a grande maioria da população não se deu conta disso, e trata algumas pessoas como se fossem divindades.

    Nós também podemos pretender e nos intitular candidatos a qualquer cargo eletivo.

    Pensemos nisso! Talvez essa cidade, estado e país melhore quando tiver homens de verdade, e não divindades, administrando o bem público.

    Não sorria. Acredite!

  4. Anonymous

    27 de março de 2009 - 01:32 - 1:32
    Reply

    tião não conseguiu resolver os problemas mais básicos de marabá, como saúde e educação, vai conseguir resolver os problemas de todo um estado?

    Brincadeira tem limites.

  5. Anonymous

    26 de março de 2009 - 23:05 - 23:05
    Reply

    Quem manda ela ser incompetente?

  6. Anonymous

    26 de março de 2009 - 23:00 - 23:00
    Reply

    Um pelego às 2:35PM.
    ——————–
    João Salame foi só uma piada de Tião Miranda… ou dizer um “legado” é mais bonito?

    Somente a título de esclarecimento, sou apartidário.

  7. Anonymous

    26 de março de 2009 - 17:44 - 17:44
    Reply

    Viu…. Ana Júlia foi dar a mão.. agora eles querem o pé, alías, a cabeça do estado.

  8. Anonymous

    26 de março de 2009 - 17:43 - 17:43
    Reply

    E quem foi que disse que Ana Júlia leva essa eleição? no cenário atual , acho pouco provável. O vice do suldeste do Pará pode ser de qualquer chapa. Isso é o mais importante e não a picuínha mesquinha do nome de A ou B.

  9. Anonymous

    26 de março de 2009 - 17:35 - 17:35
    Reply

    Tião Miranda!!, tive o privilégio de trabalhar com ele desde o começo da sua vida política na Prefeitura municipal de Marabá,e posso afirmar que ele e um político moderno, q governa pra comunidade não para um grupo, um político de visão. Mi recordo de Marabá à uns 10 anos atrás, eu tinha vergonha de convidar um amigo pra vir conhecer nossa cidade, hj, tenho prazer de convidar, pois Tião Miranda mudou a cara de Marabá e ele como Governador irá mudar a cara Pará, principalmente a região sul do Pará q e abandonada pelo governo do estado.
    Marabá está com Tião Miranda.

  10. Anonymous

    26 de março de 2009 - 17:34 - 17:34
    Reply

    Concordo com o Salame. Marabá não poderá aceitar passivamente essa exclusão política. Tião a vice já!

    Vicente

  11. Anonymous

    26 de março de 2009 - 09:08 - 9:08
    Reply

    Meu caro Hiroshi, chegou a hora do interior do estado do Pará, mostrar que pode governar com conpetencia,Tião Miranda, foi um dos melhores prefeitos do Brasil em sua gestão, é um empreendedor…

  12. Vania

    26 de março de 2009 - 08:56 - 8:56
    Reply

    O Sul e Sudeste do Pará, se consolidou como grande centro de arrecadação!!! Porque não pode participar das decisões do nosso Estado? O Tião pode, sim, ser candidato, é uma candidatura legitima, pois ele mostrou que tem competência e visão empreededora, Marabá agradece sua gestão….

  13. Anonymous

    26 de março de 2009 - 08:50 - 8:50
    Reply

    Até que fim!!! Nossa região terá voz… O Tião tem td mèrito…mudou, urbanizou nossa cidade e tem capacidade administrativa….Esse debate vai dar o q falar….

  14. Anonymous

    25 de março de 2009 - 23:17 - 23:17
    Reply

    Joãozinho esperto, esse!
    Parece mineiro, comendo por fora.
    Dessa forma se elegeu Deputado.
    Igualmente conseguiu ser o candidato do Tião a Prefeito de Marabá.
    Assim, ele vai crescendo, crescendo…

  15. Anonymous

    25 de março de 2009 - 21:03 - 21:03
    Reply

    Hiroshi,como o poder é gostoso,incrivel como o ser humano nao se liberta da fantasia…..os nomes citados sao todos testados,engraçado como eles caem no esquecimento tao rapidamente….ainda somos simplistas demais pra achar que TM é uma liderança no sul do Pará,nao brinquem de subestimar a ignorancia alheia.Será que ja nao chega de tanto vacilo administrativo? nao contem comigo

  16. Anonymous

    25 de março de 2009 - 20:51 - 20:51
    Reply

    “Quer dizer que a economia que mais cresce no Estado não tem ninguém de talento para representá-la nos mais altos escalões do governo? Não acredito.” (11:49)

    Se a economia dessa região cresce, é mérito somente das pessoas que aqui trabalham, nesse caso, o caso não se aplica aos políticos que temos nessa região. Até porque os políticos só atrapalham ao desenvolvimento dessa região: talvez por medo de perderem o título de cacique.

    Não é o fato de termos ou não um vice, que a cor da água nas torneiras mudará; que a insegurança mudará; que o caos na saúde passará; que os analfabetos funcionais deixarão de sair das escolas públicas, ano após ano.

    Mudaria alguma coisa se nossos políticos tivessem decência e vontade. Não precisa-se de um vice pra fazer alguma coisa acontecer, basta querer, pois o poder nós eleitores damos com nosso voto.

  17. Anonymous

    25 de março de 2009 - 18:17 - 18:17
    Reply

    Hiroshi, o João Salame já consultou o JADER BARBALHO sobre as pretenções dele? n adianta, vou fazer isso, vou fazer aquilo, à política do Estado tem q passar na mão do homem, ele é q define os q os políticos vão fazer, se até o LULA beijou à mão dele imaginem os outros. Acho q a chapa ideal para ganhar o govêrno seria: Governador: Tião Miranda
    Vice : Ítalo Ipojucan
    Senador : Jader Barbalho
    Senadora :Ana Júlia Carepa
    com esse time é só receber a faixa dia 01/01/2011.

  18. Anonymous

    25 de março de 2009 - 18:07 - 18:07
    Reply

    Ainda bem que o João Salame reconhece que ele não tem condições nem de ser vice, pois até agora não mostrou a que veio na politica. Dificilmente será reeleito, não tem trabalho para mostrar.

  19. João Salame

    25 de março de 2009 - 14:49 - 14:49
    Reply

    Meu caro Hiroshy

    Acho bom esse debate. Porque não podemos ter um candidato a governador?
    A região sul e sudeste do Pará tem 22% do eleitorado do Estado e responde por 27% do Produto Interno Bruto. Entra governo e sai governo e não temos sequer secretários de Estado. Ninguém nas chapas majoritárias. Quer dizer que a economia que mais cresce no Estado não tem ninguém de talento para representá-la nos mais altos escalões do gocverno? Não acredito.
    Não podemos “fulanizar” esse debate, sobretudo quando começamos a usar o fígado para raciocinar e passamos a tratar do tema de acordo com nossas simpatias ou antipatias pessoais.
    O que importa é a tese: nossa região precisa, pelo menos, emplacar um candidato a vice ou a senador na chapa majoritária do ano que vem.
    Já avisei ao meu partido: não tenho compromisso em apoiar nenhum candidato a governador se nossa região não tiver alguém na chapa majoritária. Se todos os prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais da região fizessem a mesma coisa a elite de Belém recuaria de suas pretensões de sempre comandar tudo. E essa presença significa comandar a execução das políticas públicas: em outras palavras, ter poder de mando na liberação de recursos para as regiões do estado. Esse é um dos caminhos para combater as desigualdades regionais.
    É verdade que os quatro deputados estaduais do PTB (Joaquim Paassarinho, Eduardo Costa, Júnior Ferrari e Robgol) e o prefeito de Belém Duciomar Costa reuniram-se com o ex-prefeito Tião Miranda e deram carta branca para ele articular sua candidatura, inclusive ao governo do Estado. Isto é ruim, pelo fato de que alguns nao gostam do Tião? Claro que é bom pra nossa região ver uma de suas lideranças sendo prestigiadas.
    Mas, além do Tião, temos outros nomes, que podem ser escolhidos pelos seus partidos: Giovani Queiroz, Zequinha Marinho, Bel Mesquita, Wandenkolk Gonçalves, Asdrúbal Bentes, Darci Lermen, Davi Passos. Nomes testados, com voto. Uns mais outros menos, mas com voto. É melhor um deles, do que os mesmos de Belém.
    Vou iniciar um movimento na região em defesa dessa tese. Que deve servir para discutir as demandas da região, o programa que queremos ver contemplado na plataforma eleitoral dos candidatos a governador. E deve culminar com nossa presença na chapa majoritária. Quanto a mim, deixem meu nome fora dessa lista. Ainda tenho muito caminho a percorrer e, no ano que vem, estou com minha atuação focada em minha reeleição.
    Atenciosamente

    João Salame

  20. Anonymous

    25 de março de 2009 - 00:39 - 0:39
    Reply

    juntando essas porcarias todas n elegem um deputado.

  21. Anonymous

    24 de março de 2009 - 18:56 - 18:56
    Reply

    Tião Governador 14
    vice- Anivaldo Vale – PR
    Frente Interior também é centro
    PTB, PR, PPS, PDT, PCdoB e vários nanicos…….

  22. Anonymous

    24 de março de 2009 - 18:23 - 18:23
    Reply

    São (8) anos q faltam prestar è mole?

  23. Anonymous

    24 de março de 2009 - 17:39 - 17:39
    Reply

    Isso tudo é especulação barata, nenhum dos citados tem cacife para ser vice. Na hora do ‘vamos ver’, a coisa é bem diferente.

  24. Anonymous

    24 de março de 2009 - 11:22 - 11:22
    Reply

    Ainda falta o julgamento das contas de Tião…

  25. Anonymous

    24 de março de 2009 - 09:39 - 9:39
    Reply

    Para ser vice na chapa de Ana Júlia, Miranda vai tr de passar por cima do cadáver do deputado João Salame, também aspirante a essa vaga. Salame leva vantagem, pois tem voto na ALEPA. Não acham?

  26. Anonymous

    24 de março de 2009 - 00:52 - 0:52
    Reply

    Se há a intenção por parte do Governo do Estado em ter o ex- prefeito de Marabá como vice em sua chapa, é louvável e certamente atenderá um anseio do povo do sul e sudeste do Pará. Embora tenha conmetido erros, a aprovação do ex- prefeito junto aquela comunidade é o seu maior trunfo. Ele pode até não ser popular entre as lideranças políticas. Mas, é entre o povo daquela região. Isso qualquer um pode perceber. Basta visitar o interior do sul do Pará.

  27. Anonymous

    24 de março de 2009 - 00:12 - 0:12
    Reply

    O Ítalo Ipojucan é quem a governadora tem + confiança, tanto q os Secretários de Estado qdo vem à Maraba só procuram o Ítalo, este sim seria a pessoa + certa pra ser vice na Chapa da Governadora o resto é balela. O Tião n conseguiu nem fazer o seu sucessor imaginem o governador do Estado.

  28. Anonymous

    23 de março de 2009 - 23:06 - 23:06
    Reply

    Eu também soube que os tucanos também estão de olho em Miranda. Uma coisa é certa: tudo indica que teremos um vice do sudeste do Pará na chapa.

  29. Anonymous

    23 de março de 2009 - 21:31 - 21:31
    Reply

    Candidato ao governo do Estado ou a vice-governador, na chapa da governadora Ana Júlia Carepa? Você não acha que essa segunda opção é a mais factível, uma vez que jaboti não sobe em árvore e a governadora – e seu staff – não faria o esforço que fez para colocar o “pesado” Tião no Sebrae se não fosse com o intuito de ter um vice do sul do Pará e da base do Lula numa aliança à reeleição…Lembre-se que essa fórmula tem precedentes na eleição para prefeito de Belém, onde setores da DS chegaram a cogitar de lançar um vice petista na chapa de Dudu. Depois, no segundo turno, o afago de Ana Júlia a Dudu foi tb explícito, o que explica a irritação de Jader com o governo e com o próprio Dudu, a quem ele andou afagando também a quando da disputa do prefeito petebista com a hoje governadora Ana Júlia, quando o nacional – como diz o Juva – ganhou a eleição. O que vc me diz a respeito?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *