Canalização do “Lourenção” tem novo prazo: agora é novembro

Publicado em 9 de outubro de 2013

 

Informação é de Va-André Mutran, assessor do deputado federal Giovanni Queiroz (PDT), postado nas redes sociais:

 

 

Val-André Mutran (Brasília) – O Deputado Federal Giovanni Queiroz (PDT-PA) em contato com o representante da Diretoria Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), Paulo Roberto Godoy, nesta terça-feira, 8, foi informado que o técnico estava em Santa Catarina reunido todas as peças técnicas necessárias para a readequação do projeto de derrocagem do Pedral do Lourenço, no Rio Tocantins, Sul do Pará. Os dados estavam num escritório de uma universidade em Santa Catarina, responsável pelo projeto executivo daquela obra.

De acordo com o parlamentar, “fui informado pelo Dr. Godoy que chegará a Brasília ainda nesta terça-feira, e até o fim desta semana haverá as transferência desses dados à Universidade Federal do Pará que, em 45 dias, fará a adequação técnica exigida pela Marinha do Brasil para a liberação da obra. Só assim a mesma será licitada”, destacou.

Portanto, o deputado entende que o projeto de navegação da hidrovia do Tocantins está caminhando e é possível que ainda neste ano se possa fazer o edital de licitação para o derrocamento do canal.

Restrição do ano eleitoral – A reportagem indagou o deputado Giovanni Queiroz sobre os prováveis impedimentos legais que serão impostos em 2014, uma vez que será ano eleitoral e a legislação impor uma série de restrições de liberação de recursos públicos em todos os níveis da administração. “Penso que não teremos nenhum problema, até porque, nós devemos iniciar essa obra antes do final do ano. Se a minha expectativa se confirmar a obra será incluída no Projeto de Aceleração do Crescimento, o que significa que não se terá mais nenhuma dificuldade em poder ser liberado o recurso para a obra”, garante Queiroz.