Canaã dos Carajás: secretário estupra servidora

Publicado em 22 de março de 2012

Sempre em cima do lance, Maria Julinha de Adelaide reaparece com notícia “bomba” de Canaã: estupro praticado por funcionário do prefeito Itamar Francisco.

O relato de Julinha:

 

 

O secretário de Gestão e Planejamento de Canaã dos Carajás, Jurandir Ferreira, está foragido. Pesa contra ele acusação de ter estuprado a funcionária pública do município, Telma, de 42 anos, do Instituto de Desenvolvimento- Idurb.

Segundo a denúncia e o boletim de ocorrência, o estupro aconteceu na casa de Jurandir.

A vítima disse à polícia que foi até a casa do acusado tratar de assuntos relacionados ao governo, já que o mesmo foi nomeado à secretário de planaejamento, pelo prefeito em exercício Itamar Francisco, onde teria ocorrido o ato. Em depoimento à polícia, a vítima disse ainda que Jurandir soltou os cachorros ferozes, que cria na casa, para que a mesma não pudesse deixar a residência.

O exame Conjunção Carnal provisório, já foi feito, onde se constata a presença de sêmen, confirmando assim o ato sexual.
Jurandir Ferreira era visto na cidade como substituto do vice-prefeito Itamar Francisco, quando este havia ido embora para o Tocantins, após as eleições. Com o afastamento de Anuar Alves e consequente posse do vice-prefeito, Itamar tratou logo de nomear Jurandir na secretário de Gestão e Planejamento.

Enquanto estava mamando nas tetas de Anuar, Jurandir defendia o governo com unhas e dentes através de uma página na Internet.

Após Itamar ressurgir das cinzas, Jurandir é chutado pela administração Anuar Alves, e começa a tecer sérias acusações e críticas ao governo do qual ele era aliado.

Com sua nomeação na atual gestão, Jurandir parou de escrever no “blog”, afinal como secretário tinha muitos milhões para “administrar”.

O que corre à boca pequena em Canaã é que no governo de Anuar, tinha o “Anuarinho” – filho do prefeito cassado. Agora, no governo de Itamar, tem o “Jurandizinho”, “adotado” do prefeito recpem empossado.

Um dos detalhes do perfil de Jurandir é a descoberta de que ele é uma pessoa caluniadora. Quem o conhece, afirma que o rapaz, “para aparecer, faz de tudo”. Ou seja, característica de pessoa sem brilho próprio.

Lembro uma vez, há uns dois anos atrás, em que ele publicou uma nota sobre uma jornalista recém chegada a Canaã: ”Deus não dá asa a cobra, pois se desse, essa tal jornalista estaria fazendo fotos aéreas para o dito jornal onde trabalhava”.

Agora, diante desse fato lamentável, o mínimo que se espera da polícia é que prenda o moço acusado de estuprador, e que ele responda pelos seus crimes na cadeia.

Quanto ao prefeito Itamar Francisco, espera-se do mesmo a exoneração imediata do acusado.
Até a manhã desta quinta-feira, 22, não constava no quadro de avisos da prefeitura qualquer portaria afastando Jurandir de suas funções. (Maria Julinha de Adelaide)