Hiroshi Bogéa On line

Campanha pró eleição direta nas escolas

Comentarista anônimo, pedindo eleição direta, urgentemente, para diretores de escolas.

A greve da Educação está causando graves prejuízos a todos,principalmente a milhares de alunos.

Outra coisa alarmante são as calúnias que diretores de escolas do municipio estão sofrendo por parte do Sintep e Semed.

O Sintep usa de terrorismo com diretores ameaçando-os de denunciá-los no MP caso permitam algum professor continuar ministrando suas aulas.

A Semed por sua vez bate firme nos diretores lembrando-os que são cargo de confiança e devem vestir a camisa da nova(já bem velha) gestão, ameaça de exoneração do cargo,hein?

A impressão que se tem é que diretor não é ser humano, ninguém os defende, o Sintep esquece que diretor antes de tudo também é professor!!!

Nessa pauta de greve deveria constar “VOTAÇÃO DIRETA PARA DIRETORES DE ESCOLA JÁ!!!”

Ana Júlia fez isso e deu certo!

Assim nenhum diretor terá que ser oprimido por todos os lados.

Qual é Sintep lutem por todos não por só uma parte!

Talvez seja a vez de diretores de escola irem ao Ministério Público denunciar Sintep e Semed, deve existir algum orgão neste planeta Terra que defenda esta, também, categoria.

 
 
Nota do blog: o poster apoia integralmente a proposta. Tanto dá apoio que voltará a tratar do tema tão logo retorne a Marabá.

Post de 

20 Comentários

  1. Goreth Valério da Costa

    15 de junho de 2010 - 19:39 - 19:39
    Reply

    Sou Coordenadora Estadual do SINTEPP e não faço parte da diretoria da subsede de Marabá . Eu não me senti ofendida apenas não gostei da maneira que o Hiroshi puxou o debate e quero deixar bem claro que isto é uma luta de muitos anos.E o Hiroshi sabe o respeito e a admiração que tenho por ele.É uma pessoa que sempre tem divulgado as nossas lutas e de vez em quando ainda mete o bedelho e isso o torna um profissional impar . A verdadeira responsabilidade de não haver eleição para diretor nas escolas recai nos gestores municipais e no caso de Marabá também dos vereadores que figem que não vêem o prefeito desrespeitando a Lei Orgânica do Município, caso os vereadores queiram comprar a briga por gestão democrática eles só precisavam pedir que o prefeito obeça a lei;ou o afaste do cargo por desobedecer .Porém talvez o assunto não interesse a nenhum deles.
    Nós sabemos porque o assunto veio à tona e a causa de tanto fervor no debate, não somos imbecis, e enquanto não se resolve o problema da gestão das escolas nós não podemos permitir que diretor humilhe servidor mesmo que este tenha sido escolhido através do voto.

  2. Anonymous

    15 de junho de 2010 - 15:10 - 15:10
    Reply

    Já andei sondando alguns diretores, e aqueles que fazem um trabalho decente, unindo forças com pais, alunos e funcionários não estão com um pingo de medo de eleições diretas pra diretores.
    Eleição significará limpeza, fora os que não fazem um bom trabalho e oportunidade será dada a todos os professores para mostrarem competência.

  3. Anonymous

    15 de junho de 2010 - 15:05 - 15:05
    Reply

    Mas é justamente por isso que o Blog do Hiroshi é um sucesso: deixa o espaço aberto para os debates.
    O que está se processando nesse momento é o que mais de democrático podemos ter em uma democracia.
    Todos pensando sobre um assunto importantíssimo, algo que poderá mudar a historia da educação de Marabá.
    O que torna o tema espinhoso é a dureza do Sintepp em admitir os excessos contra diretores, pois só acusam.
    Não estamos nem esperando reflexão por parte da Semed, porque talvez nem saibam o que seja isso.
    Mas o Sintepp tem a obrigação de refletir, mudar o posicionamento e abraçar a causa com mais garra.
    Não colocar o assunto na pauta, mas relegar a um plano inferior, bem inferior, diga-se de passagem. Quase não se ouvia falar do tema, somente depois que o Hiroshi e o Ribamar abriram o espaço em seus blogs passou a se falar abertamente no assunto.
    Então companheira Goreth não se sinta ofendida, só lute por essa causa.

  4. Goreth Valério da Costa

    15 de junho de 2010 - 03:12 - 3:12
    Reply

    Hiroshi!
    Eu entendi desde o começo mas rebati porque não concordei com a abordagem.
    Se querem mesmo as eleições diretas para diretor devem abandonar o causuísmo e reconhecer que esta é uma bandeira de luta antiga do SINTEPP e não sair por ai achando que levantando a bandeira única de gestão democrática e tentando descredibilizar o SINTEPP e desmobilizar os trabalhadores vão conseguir alguma coisa. Se não houver toda uma sociedade unida em torno de seus objetivos não conseguiremos nada com o Maurino.Já percebemos que ele vive protelando as coisas e a única coisa que pode fazê-lo tomar alguma atitude é uma forte pressão popular.Somente se somarmos forças poderemos mostrar para o prefeito o que significa "O Povo Governando".Toda a sociedade deve apoiar a luta dos trabalhadores como um todo onde também se inclui:
    1. Plano de Carreira Unificado, que garanta a valorização de todos os servidores da escola e tempo para planejamento das atividades docentes;
    2. Melhoria das condições de trabalho, com reforma, ampliação, instalação de quadros magnéticos, cobertura de todas as quadras de esporte e climatização das salas de aula;
    3. Adicional de Insalubridade para os agentes de serviços gerais;
    4. Gestão democrática nas escolas, garantindo que os diretores e seus vices sejam eleitos pela comunidade escolar;
    5. Realização urgente de concurso público, garantindo a efetivação dos servidores temporários e continuidade do processo de ensino aprendizagem;
    6. Plano de Saúde, garantindo uma assistência digna à saúde dos servidores; e
    7. Etc.

    Com todo o respeito que tenho por sua pessoa Hiroshi não gostei da postagem e nem do modo como se referiu a coordenação da subsede do SINTEPP em Marabá.Você foi infeliz na sua abordagem e temos muitos trabalhadores que são leitores assíduos de seu blog que ficaram indignados com sua postagem.

  5. Goreth Valério da Costa

    15 de junho de 2010 - 01:46 - 1:46
    Reply

    Em todas as escolas que passei pedi para a categoria entender a posição dos diretores que são nomeados pelo prefeito.Entendo que enquanto não houver eleição para diretor eles serão pressionados pelo gestor e serão colocados à prova e terão que combater a luta da classe sob a ameaça de serem exonerados.Eu já disse que o ano passado as eleições para diretor estava no acordo fechado com a gestão mas parece que ninguém entendeu. Se não houve as eleições foi por culpa da gestão que não cumpriu o acordo. Por onde eu passei não houve incidentes de assédio moral ou abuso de autoridade de nenhum diretor. No entanto houve abuso de autoridade e tentativa de coação de servidores por parte de algumas direções e o assédio moral vem ocorrendo há muito tempo e o SINTEPP não consegue combater porque as pessoas relatam mas temem represálias e não se dispõe a testemunhar contra o assediador perante um juiz e isso só alimenta a audácia dos assediadores que aumenta a cada dia.
    Assédio moral ou violência moral no trabalho não é um fenômeno novo. Pode-se dizer que ele é tão antigo quanto o trabalho.
    A novidade reside na intensificação, gravidade, amplitude e banalização do fenômeno e na abordagem que tenta estabelecer o nexo-causal com a organização do trabalho e tratá-lo como não inerente ao trabalho. A reflexão e o debate sobre o tema são recentes no Brasil, tendo ganhado força após a divulgação da pesquisa brasileira realizada por Dra. Margarida Barreto. Tema da sua dissertação de Mestrado em Psicologia Social, foi defendida em 22 de maio de 2000 na PUC/ SP, sob o título "Uma jornada de humilhações".

  6. Anonymous

    15 de junho de 2010 - 00:54 - 0:54
    Reply

    Acho que ninguém entendeu a mensagem: A única forma de acabar com esses desmandos é:ELEIÇÕES DIRETAS PARA DIRETORES DE ESCOLAS MUNICIPAIS JÁ!!!
    Entederam ou querem que eu desenhe?
    É pra lutar por eleições minha gente, não pra ameaçar diretor.
    Diretor eleito pela comunidade, alunos e funcionários terá outra postura.
    Apoiem essa causa, e deixem de se desgastarem com mexericos.
    Educador tem que ser inteligente,viu?

  7. Anonymous

    14 de junho de 2010 - 23:17 - 23:17
    Reply

    Respeitar é diferente de ser conivente. Se houver abuso de autoridade deve ser combatido.Aprovo a atitude do SINTEPP.Estão todos de parabéns porque presenciei o ataque da diretora a professora e me senti orgulhoso de ter um sindicato que defende a gente. O SINTEPP não deve refrescar tem que processar prefeito , secretário e qualquer que se meta a besta.

  8. Anonymous

    14 de junho de 2010 - 20:45 - 20:45
    Reply

    Espero que a senhora Goreth respeite os colegas diretores!!!

  9. Goreth Valério da Costa

    14 de junho de 2010 - 19:22 - 19:22
    Reply

    Espero que o direito de greve seja respeitado.

  10. Anonymous

    14 de junho de 2010 - 14:19 - 14:19
    Reply

    Sintepp e Maurino, na contra MÃO DA HISTORIA.
    O sintepp, que fica esperando só o mes de maio pra se manifestar contra as politicas do prefeito maurino(reajuste +de 300% dos cargos comissionados,loteamento das escolas nomeando diretores amigos e todas as denuncias que espocam todos os dias).
    E o maurino, que acha que os diretores podem e devem servir de cães de guarda em defesa da pessoa dele.
    Os dois usam a educação para se promover e divulgar suas politicas.
    E os alunos continuam recebendo uma péssima educação.

  11. Anonymous

    14 de junho de 2010 - 09:47 - 9:47
    Reply

    Parece que tocaram na ferida do Sintepp: o repúdio a diretores de escolas.
    Toda a população de Marabá está percebendo agora claramente, como que tirando uma venda dos olhos, como diretores são tratados pelo sindicato e prefeitura.
    A forma legal e democrática de modificar esse quadro de preconceito é sim ELEIÇÕES DIRETA PARA DIRETORES DE ESCOLAS!!!
    Diretores sofrem ameaças a todo momento!
    Marabá não é mais uma cidadezinha qualquer, como disse Drummond em um de seus maravilhosos poemas, mas que a vida por aqui anda besta, ah, isso anda!
    Não besta de tédio, mas de mesquinharia, baboseiras ditas como demonstração de poder e autoridade.
    Que acaba demonstrando apenas incompetência e falta de ética.

  12. Anonymous

    14 de junho de 2010 - 00:22 - 0:22
    Reply

    Sintepp continua ameaçando diretor.
    Cuidado diretores com o Sintepp!
    Olha o que a companheira Goreth comentou acima.
    É ou não é ameaça?
    Agora todos os diretores tem uma prova online para ir ao MP contra o Sintepp.
    E tem diretor sim pagando A CONTRIBUIÇÃO!
    Vão criar vergonha e trabalhar!
    Os alunos estão sendo prejudicados, não percebem?
    Ou o Sintepp ta é fazendo campanha política?

  13. Anonymous

    13 de junho de 2010 - 23:20 - 23:20
    Reply

    Tenho que reconhecer que os sindicatos escolheram o momento exato para abalar a sociedade e a opinião pública com essa greve. As escolas prestes a fechar o semestre ,a temporada de veraneio próximo com a vinda de muitos turistas, o aumento da demanda de atendimento na saúde, a câmara querendo fechar pra recesso e pelo jeito com a pressão pra aprovar o PCCR este vai dançar e isto sem contar o momento político onde o partido do prefeito acabou de fechar acordo com o partido do governo do Estado. Já pensou se essa greve passa para o período de campanha ?
    Seria uma tacada de mestre?

  14. SINTEPP

    13 de junho de 2010 - 23:08 - 23:08
    Reply

    É exatamente este tipo de indignação que esperamos da sociedade pois a educação é um serviço essencial. No entanto direcionem suas queixas ao prefeito que não respeita acordo e que conseguiu o cargo com quase 50% dos votos válidos.
    Não deixamos de lembrar que os postos de saúde, o HMM, e o HMI também estão em greve e atendendo apenas 30% da capacidade de acordo com a lei de greve.Agora se ninguém notou …

  15. Goreth Valério da Costa

    13 de junho de 2010 - 22:58 - 22:58
    Reply

    Os professores de hoje são frutos da mesma escola que você estudou. São frutos também das universidades ,se são despreparados com certeza é por culpa do sistema de ensino brasileiro. Gostaria de lhe informar que existem muitos professores absorvidos pela rede particular de ensino que não foram capazes de passar em nenhum concurso público ,será que estes estão melhor preparado ou apenas possuem melhores condições de trabalho.

  16. Anonymous

    13 de junho de 2010 - 22:29 - 22:29
    Reply

    QUE BELEZA !! Como diz Milton Neves,brigam, de um lado sindicalistas,do outro,diretores e professores da rede pública,será que brigam para melhorar o nível do ensino ? Bando de despreparados,ministram ensino de baixíssima qualidade,com rarísssimas exceções,deviam se envergonhar,indignos do dinheiro(pouco,é verdade)que recebem,formando(?) uma geração sem cultura e de baixa capacitação profissional . É essa a verdade,escondida de quase todos,mas ,um dia a "vasilha" enche e derrama;ai …tarde demais !! CRIEM VERGONHA !! Me graduei estudando a vida toda em escola pública(orgulhosamente)no tempo da cópia,ditado,"tomar tabuada",testes de surpresa,"sabatina" de geografia,história,etc.Infelizmente,não posso pagar ensino de qualidade p/meus tres filhos,é inviável. Tinha isso à dizer,e me pergunto,será que um dia muda ?

  17. Goreth Valério da Costa

    13 de junho de 2010 - 21:49 - 21:49
    Reply

    HIROSHI!

    O ano passado quando houve a greve dos trabalhadores municipais em educação de Marabá fazia parte do acordo realizado com a administração municipal mediado por alguns vereadores o abono das faltas desde que os professores fizessem reposição do calendário letivo, criação do vale alimentação através de projeto de lei, cumprimento do TAC e realização do concurso público de acordo com o prazo do MP, cumprimento da lei orgânica do município e realização de eleições para diretores de escola em caráter de urgência, realização dos estudos verificar a INSALUBRIDADE DO PESSOAL DE SERVIÇOS GERAIS dentro de 6meses, plano de saúde para todos os servidores dentro do prazo máximo de seis meses, pagamento de adicional de 100% para DOBRA TURNO DE PESSOAL DE SERVIÇOS GERAIS E AGENTES DE PORTARIA e não de 70% como estava acontecendo, aplicação de 65% do FUNDEB para remuneração docente e distribuição da sobra dos recursos em forma de abono , progressão vertical automática dos servidores docentes – PCCRM (5% de avaliação de desempenho) .Temos este acordo lavrado em ata e assinado pelos representantes da administração e pelos vereadores presentes e acreditamos que a câmara municipal também tem seus registros para provar que isto é verdade.Mas depois de mais de um ano a administração municipal não cumpriu o acordo e apenas transformou o abono alimentação em vale e ainda o retirou da folha causando um imenso transtorno aos servidores que não sabem o dia exato que podem utilizar pois não há uma regularidade deste.
    Bem como não há uma regularidade no pagamento do BRASILCARD que mesmo o desconto sendo feito direto no contracheque do servidor este constantemente está indisponível por falta do pagamento que a prefeitura não realiza, a exemplo do BRASIL CARD o convênio da ASPEB também passa por problemas semelhantes porque a prefeitura mesmo descontando em folha do servidor não regulariza o pagamento em dia e por último a ASPEB diminuiu o limite do convênio.

  18. Anonymous

    13 de junho de 2010 - 21:44 - 21:44
    Reply

    Nunca vi Sintep defendendo nenhum diretor quando este é perseguido.
    Parece que diretor é capacho de todos.
    Talvez com eleições o diretor passe a ser tratado com respeito pelo Sintep e secretaria de educação.
    Afinal por que mesmo o Sintep não defende os diretores?
    Ah, sim, é porque são minoria, não dá Ibope

  19. Anonymous

    13 de junho de 2010 - 21:32 - 21:32
    Reply

    Mas como pensar em Educação de Qualidade se o Sindicato não preocupa-se com o que se ensina nas escolas e a Secretaria não investe no professor: com melhoria salarial, melhores condições de trabalho, etc.?
    Em pleno fim de semestre o Sintep convoca uma greve paralisando toda rede e dizendo claramente: "Tô nem aí pra aluno"
    E Semed tomando atitudes que dizem: Tô nem aí pra professor ou pra diretor, queremos é ficar bonitos na foto".
    É dificil saber de que lado ficar.

  20. Anonymous

    13 de junho de 2010 - 19:08 - 19:08
    Reply

    Do ponto de vista de deixarem(os diretores de escolas)de sofrer pressão dos sindicatos,a eleição direta resolve,mas o que precisamos,nós pais,que temos nossos filhos,"estudando"em escola pública,è SIM:ENSINO DE QUALIDADE:o que aí está,não tenho nenhum constrangimento em dizer:É PÉSSIMO ! UMA VERGONHA ! So Deus sabe o que sera dos alunos,quando chegarem num vestibular, ou num concurso concorridos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *