Campanha de Tião Miranda baixa nível da eleição

Publicado em 19 de setembro de 2012

 

 

Nem bem as pesquisas de opinião começavam a indicar a virada consistente de João Salame na campanha para a prefeitura de Marabá, o candidato  Sebastião Miranda perdeu o eixo, resvalando para o campo da baixaria mais torpe que se tem notícia nos últimos anos no município.

Pessoalmente, Tião é visto nos palanques atacando Salame, chamando-o de  “mentiroso”, ao duvidar da capacidade do  seu opositor pavimentar 500 km de ruas conforme vem anunciando em seu programa de governo,

Ao mesmo tempo, armou-se nas redes sociais um movimento  multiplicado por pessoas ligadas a Tião Miranda, centrado na irracionalidade da injúria e  difamação, fato que tem transformado a eleição na mais sórdida campanha de combate a um  adversário.

O caso chegou à Polícia e ao Ministério Público, acionada por advogados de João Salame que pleiteiam a correção de rumos com pedido de enquadramento dos caluniadores,  por crime eleitoral.

Boletim de Ocorrência foi registrado,  e a polícia tenta ouvir compartilhadores de um banner postado no Facebook  incitando a mentira e a desmoralização dos familiares do candidato, de forma irresponsável e desleal. Os compartilhadores, até agora, não foram localizados, desaparecidos estrategicamente de seus domicílios.

Até a vida pessoal e familiar de Salame está sendo atacada, sustentada pela mentira e acusações de mau gosto.

A baixaria da campanha de Miranda obrigou a esposa de Salame, jornalista Bia Cardoso,  a gravar um depoimento, em pleno período de luto pela morte de seu pai, lamentando o baixo nível da campanha e apelando para que os adversários do marido proponham a debater a eleição em nivel elevado.