Câmaras no vácuo

 

 

Semana passada, dando um giro pelos municípios vizinhos a Marabá, a maioria das câmaras municipais de pelo menos quatro deles esteve sem atividades.

Nos prédios combalidos, os plenários a ermos.

Por um lado é bom. Do nada não vem nada. O que, em se tratando de Câmaras Municipais, pode ser boa coisa.

Por outro lado é ruim: a população paga os salários dos vereadores, para que trabalhem.

Resignado com o ócio parlamentar de nossos parlamentares mirins, como se diz por aí, o signatário do blog interrompe aqui este despacho.

O vácuo das cenas requer um gesto de silêncio ensurdecedor.

O repórter transfere para os eleitores o direito ao sagrado barulho do voto.