Hiroshi Bogéa On line

Calculando riscos

Preocupada em manter sob severa fiscalização todas as ações de servidores da Sema, a titular da pasta, Tereza Cativo, tem brecado muitas indicações políticas encaminhadas à Casa Civil – principalmente na lotação do órgão no interior do Estado.

Não é outra explicação para a demora na escolha do Cordenador da Unidade Regional de Carajás, com sede em Marabá.

Desde quando Simão Jatene assumiu o cargo, em janeiro, quatro nomes foram ventilados – todos apadrinhados de políticos da região.

Com um olho no peixe e outro no gato, Cativo sabe que estará estimulando encrencas caso permita a partidarização de um órgão tão complicado como a Secretaria de Meio Ambiente.

Se ela abrir a guarda, o cachimbo cai.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *