Hiroshi Bogéa On line

Cabelo Seco, Priante, "caveira de burro"…

Como o deputado federal José Priante (PMDB) tem demonstrado certo desinteresse em assumir de imediato a Sedurb, priorizando passar alguns meses na Câmara Federal antes de pegar no batente, é preocupante o destino de obras importantes, paralisadas em alguns municípios, resultante do PAC.

A principal localiza-se no encontro dos rios Tocantins/Itacaiúnas, onde nasceu Marabá.

Graças a incompetente e desastrada gestão da ex-secretária Suely Oliveira, ali permanecem, como cadáveres insepultos, um conjunto de prédios residenciais inacabados e um arremedo de muro de contenção (foto), correndo o risco de desabar de vez agora na cheia  em evolução.

Se José Priante der a mesma atenção que seus prepostos demonstraram dirigindo a Sespa, durante gestão de Ana Júlia, o povo do bairro do Cabelo Seco se arrependerá, para sempre, dos dias dedicados às audiências públicas nas quais acordaram seu  remanejamento para lugares distantes do torrão onde nasceram.

Simão Jatene deve estar atento a essas questões, se realmente quer potencializar os recursos do PAC numa secretaria da importância da Sedurb, usada  agora para acomodar a sua governabilidade.

Receio dos moradores do Cabelo Seco é o lugar  se tranformar em local de “caveira de burro enterrada”.

Muro de contenção de contenção, correndo o risco de ser levado pelas águas

Post de 

3 Comentários

  1. Anonymous

    17 de janeiro de 2011 - 12:52 - 12:52
    Reply

    Mesmo fora de contexto do post,à você Hiroshi´,fã incondicional do EX,causou surpresa à todos os comentaristas políticos,a recente reunião de Dilma c/seu ministério,todos os presentes,com computadores à sua frente,trabalhando,avaliando planilhas,etc. Na época do EX,nada de computador,apenas um grande discurso inicial,do "chefe" e depois muita conversação.Isso significa muito,nos deixa esperançosos. OU NÃO ????

  2. Anonymous

    14 de janeiro de 2011 - 22:26 - 22:26
    Reply

    Caro Repórter
    Não sou marabaense, muito menos paraense , porem conheci o gordinho ( não sei se emagreceu ) Marcio Espíndola , quando ele levado pelo Haroldo Bezerra pousou no Setran , um cara competente dentro de suas limitações , se depender dele o povo do Cabelo Seco pode ficar tranqüilo que na sua gestão será trocado o nome de muro da lamentação para muro de contenção , afinal ele conhece o Cabelo Seco, não de ouvir falar é sim de freqüentar!

    MCB

  3. Anonymous

    14 de janeiro de 2011 - 17:51 - 17:51
    Reply

    Aqui, na Casa da Mãe Joana, quem era (ir)responsável pelo projeto era Eva Abreu, mulher de Ronaldo Giusti e ambos da DS, tendência de Ana Júlia.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *