Cabeça na guilhotina

Nomeado em 22 de maio pelo ministro do Trabalho Carlos Lupi, do PDT, o chefe da Delegacia Regional do Trabalho do Pará, Fernando Coimbra, está com a cabeça à prêmio. Líderes sindicalistas ligados ao PDT reunidos em São Paulo decidiram lutar pela demissão do dirigente por considerá-lo representante dos pecuaristas do Sul do Pará -, região com altos índices de incidência de libertação de trabalhadores supostamente em regime análogo à escravidão.
É provável que nesta quarta-feira (11), José Ibrahin -, secretário geral do Centro de Atendimento ao Trabalhador, entidade ligada à Diocese de São Paulo, seja recebido pelo presidente Lula para tratar do pedido de exoneração de Fernando Coimbra, indicado ao cargo pelo deputado federal Giovanni Queiroz (PDT).