Busca e apreensão no apartamento de Juvenil

Publicado em 19 de abril de 2011

 

Por volta de 6h30 desta terça-feira, 19, agentes da Delegacia de Operações Especiais (DIOE) acordaram moradores e a vizinhança do prédio  Maria Todor, na rua Tiradentes, entre Doca e Quintino  – em Belém -,  em agitada movimentação de comboios, para cumprimento de mandado de Busca e Apreensão no apartamento da família Domingos Juvenil. Dezenas de carros e policiais  cumpriam  solicitação do Ministério Público que investiga as fraudes milionárias ocorridas na Assembleia Legislativa.

Em questão de minutos, no trecho onde ocorria a batida policial, moradores dos prédios próximos se concentraram em frente ao Maria Todor,  onde a família do ex-presidente da AL tem um imóvel, para acompanhar a movimentação frenética de agentes da Polícia Civil.

Ao mesmo tempo, outras ações policiais ocorriam em pontos diferentes de Belém, inclusive com mandado de busca e apreensão para cumprimento na sede da Assembleia Legislativa.

Operação estava sendo dirigida pelo delegado Rogério Morais, presidente do inquérito que apura as bandalheiras na AL.

É isso aí, apertando o cerco, chega-se aos verdadeiros idealizadores e beneficiários maiores das falcatruas ocorridas durante a gestão presidencial do ex-deputado Domingos Juvenil.

Em tempo: e a CPI, quem deixará meeso de assinar o requerimento de sua instalação?

——————

 Atualização às 11:55

De Belém, somente o portal ORM deu destaque  às operações da Polícia Civil em diversos pontos de Belém, cumprindo mandado de Busca e Apreensão,

O DOL, do Diário do Pará, registrou, en passant, somente às 11:45, sem citar o cumprimento do mandado no apartamento do ex-presidente da AL, Domingos Juvenil.

Para o gosto do pôster, sinceramente?

Lentidão demais esse jornalismo da capital.

Os fatos estão se sucedendo  desde as primeiras horas da manhã, mas  tudo indicando  nada do que ocorre merece acompanhamento de equipes de repórteres.

Enquanto isso, seguimos  pautando daqui, mandando dicas para quem quiser fazer jornalismo  em cima da hora. 

——————-

Atualização às 13:15

 

Na operação policial de agora de manhã “foram apreendidos cerca de R$ 500 mil, entre dinheiro vivo e vales-refeição, na casa do deputado estadual Robgol.”

 

Quem dá a informação de prima é a Ana Célia Pinheiro, que entrou em campo, na capital, para deixar seus leitores informados em cima do lance.

Agora vai.