Hiroshi Bogéa On line

Brecando o passo

Resolução do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores estabelece que  só pode participar do Processo de Eleições Diretas (PED), marcado para 22 de novembro de 2009,  quem estiver filiado ao partido até dia 22 de novembro de 2008, sábado próximo.

Como  até o final desta terça-feira, 17, nenhum membro de coturno da DS chamou o vereador Sebastião Ferreirinha (PSB) para garantir-lhe filiação antes do prazo estabelecido, o presidente do Águia pode pousar em outras plagas. Mais precisamente no PMDB.

Amigo de Ferreirinha contou ao blog, na hora do almoço, que ele estava aguardando até o final do dia  algum telefonema da direção do PT estadual, conforme ficou estabelecido havia mais de quinze dias atrás, quando o ex-candidato a vice-prefeito na chapa de Bernadete Caten (PT) recebeu convite oficial para ingressar na legenda.

Explica a fonte que a decisão de Ferreirinha é ingressar na legenda desde que habilitado regimentalmente para a disputa do PED, daqui a um ano, período em que o ex-presidente da Câmara de Marabá pretende filiar mais de mil pessoas ligados politicamente a ele.

Como o tempo está passando e o PT esfriou, o presidente do Águia passou a ser assediado por outras legendas, inclusive pelo PMDB, que estendeu-lhe o tapete vermelho com direito a reunião, em Brasília, com Jader Barbalho, no meio de semana.

O tempo está sendo o maior obstáculo da agenda do vereador, principalmente embaralhado às vésperas do time do Águia disputar o jogo mais importante de sua história, em Campinas, no próximo domingo, onde Ferreirinha precisa desembarcar, até quinta-feira, para começar a articular contatos de bastidores para proteger a equipe de manobras suspeitas.

A fonte confirmou  ser procedente a nota publicada pelo poster em sua coluna de hoje do Diário do Pará, antecipando a provável filiação de Ferreirinha ao PMDB, graças a uma manobra esperta de Jader Barbalho. Por outro lado, adianta , há indícios de que setores do PT de Marabá – cujos nomes não foram revelados – estariam manobrando para permitir a filiação de  Ferreinha  somente depois de sábado, excluindo-o de uma futura disputa pelo controle da legenda no município.

  – Se o  Ferreirinha for pro PT, é para encorpar a  DS, e não ser um mero militante, diz o rapaz.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *