Hiroshi Bogéa On line

Brecando a saída do pescado

Quem informa é a competente jornalista Selma Amaral:

A gerência regional da Agência de Defesa Agropecuária (Adepará) localizada em Marabá, está se preparando para atuar nas ações de combate a saída do pescado “in natura” durante o período da semanada santa. Segundo Jorge Luis Cavalcante, gerente regional do órgão, cerca de vinte profissionais devem atuar na operação que será montada a partir da publicação do decreto da Secretaria de Pesca e Aquicultura do Pará.

Antes disso, a gerência deverá reunir com homens da Polícia Militar e com os pescadores da colônia Z-30. A ideia é fazer um trabalho preventivo e de planejamento estratégico com barreiras de fiscalização na rodovia BR-222, que dá acesso a outros estados. “Nosso trabalho vai proibir o transporte e a comercialização de pescado natural entre municípios e os estados próximos da região de Marabá”, avisa.

Além de Marabá, a fiscalização ficará de olho na produção dos municípios de Tucuruí e Jacundá, que também cruza a rodovia BR-222 para alcançar outros estados. Entre as espécies mais comercializadas e apreciadas na região estão o Tucunaré, Jaú e o Surubim. Pelos cálculos da Secretaria de Pesca e Aquicultura cerca de 200 toneladas de pescado deverão ser disponibilizada à população durante o período da semana santa.
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *