Bravo Glauco

Publicado em 17 de novembro de 2010

O querido Glauco reagiu.

À altura do nível profissional, e  de sua alma serena.

Estava me preparando para colocar azeite à resposta arrogante – muito mais desinteligente! –  que o Edson Barbosa, da Link,  deu ao Chico Cavalcante,  numa reação à inclusão do nome do Glauco no babado, com aleivosias e versão mentirosa.

Durante a campanha, por várias vezes, primeiro e segundo turno, assomei  solidariedade à aflição do Glauco, cercado em Belém  por um magote de esturreiros.

Sabia o que ele estava passando,e como sofria.

Sempre chegava perto dele através de telefonemas, ouvindo-o, e levando minha força.

Já fiz duas campanhas eleitorais com o Glauco, um cara humano, alma de menino eternamente sonhador, num tempo sadio durante o qual passei  a admirar o poço de criatividade alicerçado em seu interior.

A reação do Glauco num emeio enviado à Rita Soares, é o grito de um profissional ferido, mas cheio de dignidade.