Hiroshi Bogéa On line

Botando o bloco na rua

 

 

Quem percorre as ruas de Belém já percebe a predominância das cores vermelho e branco, definidas como padrão da comunicação visual da campanha contra a divisão do Estado. As duas frentes criadas para combater a criação dos Estados de Carajás e Tapajós dão mostras de que estão trabalhando mesmo.

Post de 

9 Comentários

  1. Érica Rêgo

    12 de outubro de 2011 - 18:16 - 18:16
    Reply

    Voto pela divisão do Estado, pois infelizmente o que acontece na região metropolitana de Belém é a ausência de informações quanto à real situação em que o Sudeste do Pará e regiões adjacentes sofrem. Infelizmente o belemense só conhece o que lhe é repassado, sem se preocupar com o restante do Estado. Estão virando massa de manobra! Sou de Belém e vivo nessa região há 10 anos, e sei do que vivemos aqui. Hospital decente só para quem tem plano. Hospital Regional é inacessível. Não temos estradas, só tem até Marabá. O resto é chão! Pra se chegar até Itaituba (onde fica mesmo?), levam-se 3 dias no verão, e em média 8 dias no período das chuvas. Fora o povo que fica “ilhado”, pagando caro por alimentos que quase perecem no caminho. Realmente é fácil vociferar NÃO À DIVISÃO e deixar os “irmãos paraenses” morrerem ao léu. Se o povo daqui fosse verdadeiramente assistido como dizem ser, não pensaríamos em divisão.

  2. Adriana

    22 de setembro de 2011 - 19:44 - 19:44
    Reply

    Ao anônimo das 11:11 concordo quando ele diz que os políticos nada fazem pelas regiões. Mais porque votam em políticos como o Giovane Queiroz, Asdrubal Bentes, Parsifal, Lira Maia, Bernadete Te caten; Zé geraldo, Airton Faleiro. Acham que porque eles estão interessados na divisão°? Claro que é por mais cargos. Por isso eu voto não a divisão. Contra esses oportunistas.

  3. DJALMA GUERRA

    21 de setembro de 2011 - 15:06 - 15:06
    Reply

    O interessante e que os que aqui defendem o Nao se escondem no anonimato e regogitam besteiras de toda forma sem senhum nexo ou razao para defender o Nao.

  4. ANONIMO

    21 de setembro de 2011 - 13:45 - 13:45
    Reply

    Todos sabem que a situação de abandono em que se encontram as regiões sul e sudeste do Pará,se deve à incompetencia de nossos políticos na esfera estadual e federal,justamente os que se beneficiarão com a criação do estado de Carajás;portanto temos que votar é não mesmo,corja de políticos interesseiros e incompetentes ! FORA ….! Isso vai ser mostrado na campanha .

  5. Eu voto 55, não à divisão

    21 de setembro de 2011 - 13:19 - 13:19
    Reply

    Ao anônimo das 11:11. Você está parcialmente certo quando diz que na região oeste do Pará (Tapajós) o sim vai ganhar. Realmente o sim ao Tapajós irá ter uma votação maior na região oeste do Estado, mas estive conversando com muitas pessoas de lá (região oeste paraense) e a grande maioria não apoia e vê com antipatia a criação do Estado de carajás. Por isso votarão contra a criação do estado de Carajás, pois percebem que quem está por trás da proposta de criação de Carajás são pessoas que estão com má intenção. Portanto o Estado de Carajás não vai sair do papel porque, assim como a região nordeste do Pará, a região oeste paraense irá votar em peso contra a criação de Carajás

  6. Juntos pelo 77

    21 de setembro de 2011 - 12:33 - 12:33
    Reply

    Já esta dividido a muito tempo.Carajás já, SIM 77

  7. Anonimo

    21 de setembro de 2011 - 12:07 - 12:07
    Reply

    Engraçado que estive em Belem estes dias e nao vi esta movimentacao toda que voce esta falando…

    É 77 dia 11 de dezembro.

  8. VOTO SIM 77

    21 de setembro de 2011 - 11:11 - 11:11
    Reply

    Eles tem mais é que correr mesmo. No Tapajós o SIm vai ganhar, como aqui em Carajás. Não há governabilidade, gêmeos continuam morrendo na porta da Sta.Casa. Meninas estupradas no sistema penitenciário. Roubo e bandalheira na Assembléia Legislativa. PA-150 sem acostamento, patrulha rodoviária e sinalização. Xinguara Redenção a estrada está intransitável. Não há ensino médio em Jacareacanga, Castelo dos Sonhos, Placas, Trairão, Sta. Maria das Barreiras. Em Marabá não inauguram uma escola do ensino médio há mais de 15 anos. Todas funcionam em próprios da prefeitura. O Fórum em Marabá só funciona porque cedemos funcionários públicos. Não podemos continuar assim. E não falamos em saneamento, esgoto e água potável que faltam em nossas cidades. Impossível viver numa região tão desassistida.

  9. Eu voto 55, não à divisão

    21 de setembro de 2011 - 09:33 - 9:33
    Reply

    Não só em Belém, mas em todo o Estado as cores da bandeira do Pará irá sempre predominar e mostrar para certas pessoas que o nosso Estado ninguém divide! 55 e 55, O Pará ninguém divide!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *