Bosta pura

Publicado em 19 de junho de 2007

A Celpa é uma empresa de merda, do fundo do fundo de um quintal de favela. Uma coisiquinha que dá até nojo de chamar de empresa, porque isso ofende ao empresariado e ao próprio capitalismo.
Fosse num país sério, nem existiria. Porque não se sustenta, simplesmente.Tem de apelar ao terrorismo, à extorsão, para continuar a existir, como faz, todo santo dia, entre os cidadãos mais pobres. E serviço que é bom, necas de pitibiriba.
Porque não é uma empresa. Como já disse antes – e sustento – não passa de uma cloaca.


O desabafo acima da jornalista Ana Célia Pinheiro dissemina o sentimento quase generalizado da população que depende dos serviços da companhia de energia. Descrição de um suplício que merece a leitura de todos.
Aonde? No blog Perereca da Vizinha. Integralmente.