Hiroshi Bogéa On line

Borrão do epitáfio

O estoque de minério está raquítico. Para alguns, não dura 20 dias. Otimistas vão além, cravando até um mês.

Dos três alto-fornos que funcionavam a todo vapor, apenas um emite sinais de vida. A construção da quarta unidade produtiva ficou no meio da estrada, transformando-se num amontoado de ferros enferrujados.

À frente da usina, o movimento frenético de antes de centenas de caminhoneiros animando rodadas de bate papo, deu lugar ao desânimo de uns poucos gatos pingados esperando a hora de descarregar o carvão vegetal.

O principal sinal de que a Usimar arqueja, veio do setor administrativo com o anúncio da demissão dos dois principais executivos da empresa: a toda poderosa Superintendente Jane Ladeira, salário de R$ 12 mil -, além de outros benefícios não menos rendosos; e do Gerente de Compras, Moraes, salário de R$ 9 mil.

Sem contar as mais de 280 demissões ocorridas nos últimos 30 dias.

Correndo contra o tempo, Demétrius Ribeiro, diretor-presidente, luta para conseguir apresentar a documentação exigida pela Companhia Vale do Rio Doce credenciando a empresa a demonstrar sua aptidão ambiental. E não está fácil colocar as mãos na papelada.

Post de 

6 Comentários

  1. Um amigo

    24 de novembro de 2007 - 01:37 - 1:37
    Reply

    Iroshi

    No inicio do ano passado (Fevereiro) falei para vc. Essa mulher (Dra Jane) um dia ainda vai quebrar a empresa. Ela não sabe nada. Como uma bioquimica frustrada na própria profissão está administrando uma empresa com faturamento de milhões de dólares ?

  2. Anonymous

    24 de novembro de 2007 - 01:30 - 1:30
    Reply

    É uma pena que uma empresa que tinha tudo para dar certo agora agoniza. Trabalhei lá por alguns meses e nunca consegui entender porque o comando estava nas mãos de uma bioquimica que nem sequer se firmou em sua profissão. Ela estava lá talvez por questões familiares, mas somente o dono da empresa não enxergava a péssima administração. A arrogância e prepotência da jane e do Demetrius foram os maiores fatores para a empresa sucumbir. Eles só davam ouvidos para o que gostavam de ouvir – a parte boa – os defeitos e os ralos por onde saia dinheiro desperdiçado, não tinha a menor importância. Falei muitas vezes o que estava errado, alertei, e simplesmente fui posto pra fora da empresa sem nem saber porque. Mas sempre desconfiei, qualquer pessoa lá dentro com competência e experiência que mostrasse um bom serviço, não era vista pela ditadora Jane com bons olhos, pois significava uma ameaça a sua hegemonia na empresa, ela convencia o Demetrius e colocava quem quer que seja para fora. A toda poderosa vivia “fazendo” cursos e mais cursos caros fora de Marabá com despesas pagas pela Usimar. Demetrius pensava que ela admistrava bem, não sei baseado em que. Taí o resultado.

  3. Anonymous

    23 de novembro de 2007 - 20:31 - 20:31
    Reply

    Esse cara pode até ser visionario. Tenho lá as minhas duvidas….
    Mais de uma coisa eu tenho certeza, pelo que o amigo oculto comentou as 1:33, burro ele é.

  4. O Amigo oculto

    23 de novembro de 2007 - 16:33 - 16:33
    Reply

    O Demetrius é/ou foi realmente um empresario visionário, no entanto, a prepotência e a arrogância provocados pelo sucesso de suas visões empresariais, o fizeram se afastar das pessoas que realmente podiam ajudá-lo. Ele começou a achar que era o dono da verdade, o dono de tudo e que as suas opiniões eram supremas, em detrimento as leis, os poderes etc.
    è bom lembrar que a crise do setor siderurgico/florestal atingiu as proporções atuais graças aos comentarios tolos, as atitudes bobas e as ações mascaradoras da real situação florestal do distrito industrial (“tipo eu não planto nem um pe de feijão… eu produzo gusa e não carvão… a placa que tinha na entrada da empresa e dizia: carvão legal o valor é xx, carvão ilegal é yy”). provocadas por ele.

    Lamento por ele, que realmente é um boa pessoa,
    Pela empresa, que tinha tudo pra dar certo,
    E pelos desempregados deixados pela USIMAR e pelas outras siderurgicas, graças aos comentarios dele.

  5. Anonymous

    21 de novembro de 2007 - 13:25 - 13:25
    Reply

    O Demetrius e uma excelente pessoa trabalhador ao extremo e de otimo coracao pois tive oportunidade de presenciar muita caridade feita pelo mesmo junto a comunidade probre inclusive operarios da Usimar.
    Pena que o mesmo esteja cercado de assessores imcompetentes e bajuladores que so sabem falar “SIM SENHOR”e nao assessoram o mesmo mostrando os caminhos que a industria deva seguir para perpetuar-se.
    E triste ver uma industria que tinha tudo para ser grande estar nesta situacao.

  6. Anonymous

    20 de novembro de 2007 - 23:15 - 23:15
    Reply

    O clima dentro da Usimar é de terror. O dono Demétrius está desesperado, brigando com todo mundo.
    Agora se tem uma coisa que todo mundo festejou foi a demissão da DRA JANE LADEIRA a maor ditadora que existe. Todos comemoramos.
    Dizem que ela foi demitida pegada fazendo irregularidades nas contas da usina.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *