Hiroshi Bogéa On line

Borduna branca

“Sob o pretexto de reconhecer os direitos assegurados aos indígenas, violaram os direitos individuais dos cidadãos não-indígenas, que também têm seus direitos individuais assegurados pela Constituição”.


A singela justificativa é do parlamentar-pastor Zequinha Marinho (PMDB) ao propor projeto de decreto legislativo sustando os efeitos do decreto presidencial que homologou a reserva Apyterewa, em São Félix do Xingu.

No meio disso aí não tem muito grileiro e milhares de votos que representam os personagens instalados na reserva de posse tradicional e permanente dos Parakanã,?

Direitos de quem mesmo, cara-pálida?

Post de 

4 Comentários

  1. Quaradouro

    28 de novembro de 2007 - 01:22 - 1:22
    Reply

    O Asdrubal Bentes, que sempre defendeu os invasores da Apiterewa, deve estar dando saltos de felicidade.Claro, né, indio não vota. Inda mais com um nome desses…

  2. João Carlos Rodrigues

    26 de novembro de 2007 - 13:40 - 13:40
    Reply

    Continuo concordando com vc, parceiro. O problema reside exatamente aí: nas repetitivas demonstrações de má vontade do governo federal para resolver a questão.
    Que os interesses dos índios precisam ser preservados, disso ninguém duvida. Mas não ao custo do suor de quem trabalhou durante dez anos para construir suas propriedades nos assentamentos.
    Não se sabe porque, o governo está dificultando a solução do caso, que, na visão de muita gente envolvida, pode ser feita pela simples transferência e/ou indenização de quem foi para a área levada pelo Incra.
    Aliás, a suspensão do levantamento fundiário da área, no final do ano passado, é prova inequívoca da irresponsabilidade desse governo. O levantamento, que ficou de ser retomado agora depois de muita pressão, é que pode separar o joio do trigo, para que seja encaminhada solução para o caso dos legítimos agricultores e a devida punição a grileiros e outros marginais que adentraram a área. Isso, com a devida proteção ao interesse dos índios.

    Um grande abraço e sucesso no seu trabalho.

  3. Hiroshi Bogéa

    26 de novembro de 2007 - 13:18 - 13:18
    Reply

    Se há incoerência entre o Incra assentar e a Funai desconsiderar, então que o governo resolva a pocilga de outra forma. Penalizar as aldeias já quase extintas do país, aí já é sacanear ao extremo da sacanagem.
    Mateus que embale os seus.
    Terra de índio é sagrada, parceiro.

  4. João Carlos Rodrigues

    26 de novembro de 2007 - 12:56 - 12:56
    Reply

    Vc tem razão, caro Hiroshi, há muitos grileiros na área Apyterewa, mas também há agricultores que foram assentados ali pelo mesmo governo que homologou a reserva indígena. Os assenstamentos foram criados pelo Incra e quem acreditou no governo agora está prestes a ver o fruto do seu trabalho indo por água abaixo.
    É uma grande incoerência o Incra assentar e a Funai desconsiderar as áreas de assentamentos ao demarcar a reserva. Mostra que o governo federal não sabe o que quer e o que faz.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *