Hiroshi Bogéa On line

Bom trabalho da polícia

Resumo do balanço comparativo de ocorrências policiais em Marabá, encaminhado ao blog, referentes aos meses de janeiro 2011/2010:

Ocorrências  Janeiro 2011                                                           

Homicídios e tentativas de homicídios –    20 casos
Prisões de traficantes                               18 prisões
Furtos de motos                                         5 furtos
Roubos de motocicletas                           11 roubos

Ocorrências Janeiro  2010

Homicídios e tentativas de homicídios –  27 casos
Prisões de traficantes 1 prisão
Furtos de motos    –  11 furtos
Roubos de motocicletas – 31 roubos

O novo Superintendente Regional de Polícia Civil do Sudeste, Alberto Teixeira, ao lado de comandantes militares, comandou  diversas ações na cidade, durante vinte dias do mês de janeiro, usando operações em bairrros e nas estradas. Como resultado, desarticulou perigosos grupos de traficantes.

São esses grupos de  tráfico de drogas que estariam por trás das ameaças de morte dirigidas ao superintendente de PC. Foi o próprio Alberto Teixeira quem fez a denúncia, apontando bandidos ligados ao traficante José Rogerlândio Moreira, conhecido por Rosa, morto em confronto com policiais no bairro da Santa Rosa, um dos mais antigos de Marabá, interessados em sua morte.

A verdade é que os efeitos das ações policiais são notados em todo canto da  cidade.

Saber se a violência será reduzida em escala ascendente, só o tempo dirá.

Post de 

14 Comentários

  1. Weber cohen

    19 de fevereiro de 2011 - 01:49 - 1:49
    Reply

    Pq o Parsifal não leva o parente da mulher dele pra tucurui ? Ei Hiroshi, to sabendo que ele veio pra cá na pressão que deram no Delegado geral e nós temos que engolir este delegado que ainda está no estagio probatório, Vc sabe o que é probatório ? significa que ele não pode nem olhar feio pro lado senão perde a cadeira e mandam logo para marabá que é a zona boca quente do norte.

  2. Anonymous

    19 de fevereiro de 2011 - 00:07 - 0:07
    Reply

    Hiroshy,
    Doravante, quem vai ainda acreditar, no que o Superintendente diz. o mesmo, foi desmentido pelo Correio do Tocantins, e perdeu a credibilidade.
    Amarildo Correa

  3. Anonymous

    18 de fevereiro de 2011 - 13:21 - 13:21
    Reply

    Rapa,
    O Delegado Superintendente, foi desmentido pela reportagem do Jornal Correio do Tocantins. Também, somente um idiota não percebe, que a violência, só aumenta. Delegado, conta outra, essa turma de Belém, pensa que somos idiotas. Carajás Neles.
    Alfredo Santos

  4. Anonymous

    18 de fevereiro de 2011 - 01:46 - 1:46
    Reply

    o comentario geral é que els sempre sabem quem fez, quem faz quem é , onde estão…. etc… talvez não tenham onde colocar tanto bandido, por que a delegacia já esta cheia….

  5. Anonymous

    18 de fevereiro de 2011 - 01:43 - 1:43
    Reply

    por falta de confiança e por segurança da minha familia não quis fazer denuncia dos assaltantes da minha moto, a vontade é de resolver com as próprias mãos e eles ainda rondam a gente, na verdade se sentem protegidos pela própria polícia que nunca, nunca, resolve os casos, não localizam os objetos roubados , só se alguem der um incentivo, a coisa é séria… so tende a aumentar a criminalidade que é tão oficial em marabá… eu queria saber como elesonseguem as armas tão bem conservadas e até novas, parecem emprestadas… ahã.

  6. Anonymous

    17 de fevereiro de 2011 - 16:42 - 16:42
    Reply

    Sete comentários,todos contrários aos números divulgados pela polícia,sabe-se que a estatística é manipulada para aparecer bem,e que 80% das pessoas não fazem ocorrencia dos delitos,por 02 motivos:não confiam no trabalho da polícia (incompetencia e autoritarismo cansam ,né?)e há uma tremenda burocracia e má vontade(propositais?)para fazer ocorrências nas delegacias .Muito simples !

  7. Chico Feitosa Jr.

    17 de fevereiro de 2011 - 15:59 - 15:59
    Reply

    Além do aumento do efetivo nas ruas.. tem também o moto patrulhamento. Uma nova modalidade de polícia ostensiva… Isso tbém é crédito do governo passado… Fora o total reaparelhamento da polícia…

  8. Anonymous

    17 de fevereiro de 2011 - 14:37 - 14:37
    Reply

    Se esses número forem verdadeiros, o que eu duvido muito (há 1 roubo de moto por dia em Marabá) deve-se muito ao fato da maior presença da Polícia Militar nas ruas com os famosos palios.

  9. Paulo Lera

    17 de fevereiro de 2011 - 08:59 - 8:59
    Reply

    Não acredito, mais um robocop pra região, eta marabá pra ter sorte, acho que o critério pra lotação deste delegado foi um certo deputado chamado parsifal hahahaha, este delegado tá me lembrando o robocop aldo de castro, uma pena que nossa cidade não tenha sorte, mandam cada bomba da capital e temos que aceitar de bico calado estes elementos metidos a estrela, quanto a ameaça de morte, todos eles quando chegam aqui é a primeira coisa que dizem que é pra atrair o holofote da imprensa e se passar por bacana. Triste sina de nossa marabá. ei mano hiroshi, vc que é nossa voz, não fica dando muito ibope pra ele não viu, senão vou fazer a relação dos bares que não recolhe a taxa do DPA e vou mandar vc postar ai também tá.

  10. Paulo Lera

    17 de fevereiro de 2011 - 01:04 - 1:04
    Reply

    Essa historia de ameaça de morte é conversa fiada, esse delegado adora imprensa e se amostrar pra dizer que é o tal, Aqui em nossa cidade passaram poucos delegados que prestaram como o Coronel Antonio carlos e Delegado Silvio maués, o resto só veio se dar bem.

  11. Papaco, Destilando a Cicuta.

    17 de fevereiro de 2011 - 01:00 - 1:00
    Reply

    Conversa fiada, este Delegado foi transferido para marabá por puro convencimento, pois tem parentesco com um deputado federal da região de tucurui e quer ganhar destaque fazendo operação batmam, só capa, Na administração passada criaram até uma Delegacia para ele por puro convencimento, uma tal Delegacia de combate ao crime organizado que ficava em apeuú a qual entrava em conflito com a superintendencia de policia de castanhal´. Vc vai me dizer o resultado deste delegado como superintendente e depois me diga, um falastrão, encheu a boca que desarticulou e apreendeu varias armas, o que ele prendeu foi um caseiro que conserta espingarda cartucheira de caçador e nada mais. Aguarde e verá.

  12. Anonymous

    17 de fevereiro de 2011 - 00:51 - 0:51
    Reply

    Caro Hiroshy,
    Alguém, está tentando enaganar a população, senão vejamos: no último dia 15/02/2011, o Jornal Correio do Tocantins, em sua edição de número 2173,diz que ocorreram 51 mortes violentas em Janeiro/2011, na Cidade de Marabá, sendo 48 pessoas do sexo masculino e 03 do sexo feminino,tendo ocorrido 37 HOMICIDIOS. diz ainda a reportagem que 33 a Bala, O3 a facada e 01 a Paulada. Assim, como percebemos,os numeros, não batem, e prefiro acreditar nos números do Jornal, que goza de credibilidade, e foram fornecidos de CPC, Renato Chaves, local, onde os corpos, são periciados.
    Um abraço.

  13. Anonymous

    16 de fevereiro de 2011 - 23:31 - 23:31
    Reply

    Hiroshy,
    Isso, é conversa fiada, esse mesmo delegado, que agora está em marabá, já trabalhou aqui em Cstanhal, e no inicio,é assim, depois a Cidade, continuou a ficar muito violenta. a Policia, é muito papo furado. Tem mais, essa coisa de delegado,ser ameaçado de morte, não cola, uma vez que a profissão, é de risco. Outra coisa, a imprensa, diariamente, diz justamente o contrario, ou seja que a violência, aumenta a cada dia. Ademais, 70%, dos crimes, não são registrados pela população, em razão do descredito.
    José maria

  14. Anonymous

    16 de fevereiro de 2011 - 22:40 - 22:40
    Reply

    Esperava ver números sobre a elucidação de assassinatos, roubos, furtos e etc. Neste sentido, continua nota ZERO para a Policia Civil.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *